José Travaços Santos

Baú da Memória

Descobrimentos, Museus e a Língua Portuguesa

A ilustrar este “Baú da Memória”, a capa do livro de Branquinho da Fonseca “As Grandes Viagens Portuguesas”, editado pela Manuscrito.

Além do prefácio e de oportunas notas, Branquinho da Fonseca faz a selecção de textos que vão da narrativa de Álvaro Velho sobre o descobrimento do caminho marítimo para a Índia até ao relatório de Sacadura Cabral sobre a primeira viagem aérea Lisboa-Rio de Janeiro, passando pela carta do achamento da Terra do Brasil de Pero Vaz de Caminha, pelo Itinerário da Viagem da Índia a Portugal de António Tenreiro, pela Peregrinação de Fernão Mendes Pinto, pelo Descobrimento do Grão-Catraio ou Reinos de Tibete de António de Andrade e pela Expedição Portuguesa ao Interior da África de Hermenegildo Capelo.

É uma obra que devia ser muito divulgada, dando-a a conhecer sobretudo à gente mais nova.

A propósito deste livro, vem à baila, outra vez, a fundação do Museu dos Descobrimentos, que é verdadeiramente escandaloso ainda não ter ido avante. Que povo somos nós que nos amedrontamos ante a investida de meia dúzia de extremistas que não respeitam o pioneirismo, a bravura e o sofrimento dos nossos antepassados que conseguiram levar avante uma verdadeira epopeia, a maior dos séculos XV e XVI?

E de novo também o Museu da Língua Portuguesa, tornando a lembrar que o Brasil fundou dois, tendo o de São Paulo ardido há anos o que originou um vigoroso movimento para levar avante a sua reconstrução, prevendo-se para Junho ou Julho que o “novo museu” seja inaugurado.

Entretanto, o Brasil pediu a Portugal a doação de material museológico que possa ajudar a recompor o acervo da instituição, sendo de esperar que tenhamos correspondido ao pedido com entusiasmo e prontidão.

E para quando, na pátria deste idioma comum a Portugal e ao Brasil, a fundação do seu museu?


NESTA SECÇÃO

“A Quaresma do deserto não é negação da autoestima”

(…) A nossa Quaresma recorda, não apenas a história de Israel, mas também a história pessoal...

Nª Srª das Candeias e a tradição dos fritos na Freguesia de São Mamede

Diz a tradição popular portuguesa que a 2 de fevereiro, dia de Nossa Senhora das Candeias, s...

Duarte Costa, um mestre da guitarra quase esquecido

Acontece que no domínio das artes, seja na literatura, na pintura, na escultura ou na música...