Criada Comissão de Defesa do Reguengo contra novas pedreiras

A Comissão Especial de Defesa do Reguengo do Fetal (CEDRF), criada na sequência de uma assembleia de populares, revelou esta segunda-feira, 09, que o seu “objetivo imediato é a oposição à instalação da pedreira da Barrosinha, bem como a outros pedidos de exploração que se encontram em avaliação para diversos locais da freguesia”.

No encontro promovido na Casa do Povo do Reguengo do Fetal, no sábado, 7, “foi aprovada por unanimidade a apresentação de uma moção, pela comissão especial, à assembleia de freguesia”. O objetivo é que o órgão “esclareça a sua posição relativamente aos pedidos e processos de licenciamento em curso de diversas explorações, convidando-o ainda a rever as posições tomadas e a não emitir qualquer decisão final sem que seja ouvida a Associação de Compartes de Terrenos Baldios”.

“Depois de massacrada por uma subestação da EDP, construção do IC9, instalação transversal de linhas de alta tensão, instalação de parques eólicos ao longo de toda a freguesia, entendemos dizer basta e o nosso grito de revolta surge da indignação”, refere CEDRF, considerando ser “necessário criar mecanismos de defesa que entende não existirem, não estando acautelados os direitos, liberdades e garantias previstas na Constituição relativamente ao local em que habitam”.

Na assembleia popular, que “contou com mais de 400 moradores da freguesia e lugares limítrofes, intervieram diversos especialistas no domínio técnico e jurídico, e foram prestados esclarecimentos à população relativamente aos impactos da instalação de pedreira, e explicados e comentados aspetos técnicos relativos aos seus efeitos no local”.

A reunião surgiu na sequência do “Procedimento de avaliação de impacte ambiental da pedreira Barrosinha”, em consulta pública até 7 de outubro (https://participa.pt/pt/consulta/pedreira-barrosinha).

 

 


NESTA SECÇÃO

"Elsa" derruba árvores no Concelho da Batalha

A passagem da tempestade “Elsa” pelo Concelho da Batalha está na origem de 11 ocorrências at...

Pedreira da Barrosinha pode acabar em tribunal

Há intervenções e decisões promovidas até agora por algumas entidades públicas e privadas no...

Roubaram 4.650 euros do multibanco da Golpilheira

Há três anos (12 de outubro de 2016) foi assaltada a caixa Multibanco instalada na fachada d...