Concelho entre aqueles que cobram menos IMI no distrito

A Câmara da Batalha é uma das sete do distrito que cobram o valor mínimo de IMI. Segundo dados revelados no mês passado pelas Finanças, apenas 17 dos 308 municípios portugueses aplicam a taxa máxima – um dos quais a Nazaré - e 143 optaram pela taxa mínima, entre as quais Ansião, Batalha, Caldas da Rainha, Marinha Grande, Pedrógão Grande, Pombal e Porto de Mós.

As câmaras do Bombarral (-0,010%), Alcobaça (-0,015%), Castanheira de Pêra (-0,100%), Ansião (-0,100%) e Pedrógão Grande (-0,050%) baixaram o IMI correspondente aos prédios urbanos e as restantes optaram por manter os valores de 2017.

O município da Nazaré, o único que cobra a taxa máxima prevista na lei, lidera a tabela distrital, seguindo-se Leiria e Bombarral, que praticam dos valores mais elevados. Na posição oposta encontram-se sete autarquias, que aplicam a taxa mínima.

Este ano, a Batalha é uma das 12 as autarquias [eram 13 no ano passado] que aplicam a dedução fixa por agregado, que correspondente a um desconto de 20 euros se incluir um filho, de 40 se forem dois e de 70 euros no caso de integrar três ou mais descentes.

A nível nacional são 225 os concelhos onde as famílias com filhos têm descontos no IMI. Na região ficam de fora este ano os municípios da Nazaré, Bombarral, Alvaiázere, Castanheira de Pêra e Ansião.

Para os prédios urbanos (casas para habitação e terrenos para construção), os municípios podem fixar uma taxa de IMI entre 0,3% e 0,45%, enquanto no caso dos prédios rústicos (terrenos com fins agrícolas) a taxa aplicável é de 0,8%.

Para saber quanto vai pagar de IMI, o contribuinte terá de multiplicar o valor patrimonial tributário do imóvel pela taxa aplicada no respetivo concelho e deduzir o desconto familiar, se for o caso. O IMI a pagar em 2018 tem por base o património do contribuinte até 31 de dezembro de 2017.


NESTA SECÇÃO

Lançado roteiro de turismo acessível

A plataforma online TUR4all Portugal lançou no domingo, 9, no âmbito da celebração do Dia In...

Orçamento Participativo já está a aceitar propostas

Os moradores do concelho podem apresentar propostas à quinta edição do Orçamento Participati...

Oposição abandona assembleia no dia do orçamento

Os deputados do PS e do CDS-PP abandonaram, em conjunto, a última Assembleia Municipal da Ba...