Conceito de restauração e turismo acessíveis elogiado pelo governo

A proposta apresentada pela Batalha ao concurso “7 Maravilhas à Mesa” não foi eleita para a final, mas a seu conceito de gastronomia e turismo acessíveis mereceu destaque durante a gala televisiva que a RTP transmitiu para todo o mundo, no dia 29 de julho, a partir do largo do Condestável, junto ao mosteiro.

A secretária de Estado da Inclusão, que assistiu ao espetáculo, salientou o facto de a proposta da Batalha “ser algo único no concurso” e considerou “o conceito muito interessante de ser desenvolvido”.

“Se em algum momento tentarmos puxar pelos sentidos quando estamos à mesa, por exemplo fechando os olhos, e nos concentrarmos mais nos aromas, nas texturas, nos contrastes dos sabores, vamos perceber que podemos usufruir mais”, disse Ana Sofia Antunes.

A governante elogiou o facto de “em Leiria e na Batalha haver restaurantes com ementas em braille”, considerando que “a acessibilidade ao nível da restauração é muito importante”. Por outro lado, destacou

o Ecoparque Sensorial da Pia do Urso e o MCCB como bons exemplos, e revelou que o programa do governo para projetos de acessibilidade já investiu 8,5 milhões de euros, em 69 projetos, um dos quais respeitante ao Mosteiro da Batalha.

Para o presidente da câmara municipal, “a inclusão é nos recebermos e prepararmos o turismo do país para pessoas especiais, que merecem e são um valor acrescentado para a economia e para o turismo”. “A Batalha faz essa aposta, como o país a está a fazer paulatinamente”, frisou Paulo Batista Santos.

No contexto da apresentação da mesa da Batalha, também Joaquim Ruivo, diretor do mosteiro, e Goretti Coelho, do restaurante “Vintage”, destacaram a perspetiva inclusiva e as acessibilidades, nomeadamente do mosteiro, do MCCB, e dos restaurantes envolvidos, que eliminaram barreiras e têm ementas em braille. O produtor de azeite Zulmiro Pedro, o chefe de cozinha Bruno Figueiredo e o enólogo António ventura, falaram a propósito de outros ingredientes: o azeite Pia do Urso, o leitão à Mosteiro do Leitão e o vinho Real Batalha, da adega do concelho.

No final da gala, apresentada por José Carlos Malato e Catarina Furtado, foram anunciadas as mesas vencedoras: Vila de Frades e Bragança. Concorreram ainda a Batalha, Cacela Velha, Angra do Heroísmo, Guarda e Loures.


NESTA SECÇÃO

Criada Comissão de Defesa do Reguengo contra novas pedreiras

A Comissão Especial de Defesa do Reguengo do Fetal (CEDRF), criada na sequência de uma assem...

Candidatos a deputados alertados para os perigos de novas pedreiras

O presidente da Câmara da Batalha alertou os cabeça de lista às próximas eleições legislativ...

Nova pedreira na freguesia do Reguengo quase aprovada

A Câmara da Batalha revelou que a Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG) manifestou a in...