Comunicado da administração e da direção do Jornal da Batalha

Caros Leitores

Anunciantes e Colaboradores

 

A Imprensa enfrenta uma nova crise. Uma crise que entrou de rompante e atingiu a sociedade de forma transversal, cujo fim e consequências globais ainda desconhecemos.

Não é relevante, neste momento, analisar o que conduziu a Imprensa ao seu estado atual: a pandemia, a crise de 2008, a Internet, as redes sociais, a gestão errática.

Neste momento importa decidir com os dados existentes.

O Jornal da Batalha, nas circunstâncias atuais – que acrescem às já difíceis previamente existentes – vê-se obrigado a suspender a publicação da edição em papel, em abril, até reencontrar os meios financeiros que permitam o seu regresso a casa dos assinantes e às bancas.

A explicação é simples: a generalidade dos anunciantes suspendeu ou reduziu a sua atividade bruscamente. Logo, o volume de publicidade caiu e deixou de pagar os custos de produção do jornal.

O Jornal da Batalha vai, no entanto, manter a sua edição na Internet (www.jornaldabatalha.pt). Será atualizada diariamente e/ou sempre que se justifique.

Caros Leitores, Anunciantes e Colaboradores: é em www.jornaldabatalha.pt e em https://www.facebook.com/jornaldabatalha que contamos agora com a vossa participação, sem a qual não chegaremos a bom porto no meio da atual tormenta.

 

A administração

Teresa Rita Marques

A direção

Carlos Ferreira

Batalha, 11 de abril de 2020

 


NESTA SECÇÃO

Batalha/autárquicas: CDS recandidata Horácio Francisco

O CDS anunciou esta terça-feira, dia 30, que recandidata à Câmara da Batalha o vereador Horá...

Ano da Imprensa Regional: "Proximidade insubstituível e fundamental"

Será com “uma série de iniciativas” que irão decorrer ao longo dos próximos meses e até ao f...

Pedreira histórica do Caramulo está em discussão pública

O projeto classificação do sítio de interesse municipal da pedreira histórica do Caramulo e ...