Joana Magalhães

Pestanas que Falam

Comprar carro, mudar de casa e... Ser adulto

Ultimamente tenho vindo a perceber que as conversas mudaram. Aliás, os temas de conversa que me rodeiam é que mudaram. Há um ano (na prática parecem dias) os diálogos giravam à volta de notas, cadeiras (da faculdade), horários de transportes públicos, a data do próximo jantar de curso, a próxima visita a casa ao fim de semana e tudo com uma pitada de cusquice sobre os colegas de turma. A maior preocupação era saber as perguntas da próxima frequência e entregar os trabalhos a tempo, coisa pouca aos olhos dos temas de conversa de hoje.

Hoje dou por mim e os discursos mudaram. Já não se fala de escola. Fala-se de trabalho. Fala-se muito de trabalho. E fala-se mal, sempre muito mal do trabalho. Porque o trabalho isto, e os colegas aquilo e os patrões aqueloutro. Quem nunca falou mal e muito mal do trabalho que atire a primeira pedra. Depois do trabalho vem o tema companheiros. São os namorados e as namoradas dos nossos melhores amigos que fazem sempre coisas tão boas e tão más. No entanto, é nos próximos assuntos que percebemos que "os tempos mudaram" e que, mesmo que os amigos sejam os mesmos, mesmo que o café seja o mesmo, nós estamos diferentes. É a conversa da compra de carro e de casa.

Eu quero comprar um carro e isso "é coisa de adultos", essa classe da sociedade onde rapidamente me vi inserida sem sequer me perguntarem se queria. Comprar carro é um ritual de passagem (?). Mudar de casa é outro e assim sucessivamente. Pelo menos, manda a "lei social" que assim deve ser. Mas como é que tão rapidamente as conversas com as amigas chegam aos planos de casamento de uma, à casa que a outra vai construir e ao IRS que já se vai fazer sozinha no próximo ano? As conversas mudaram e nós não pedimos, nem demos pela mudança. Somos adultos e agora?


NESTA SECÇÃO

Nª Srª das Candeias e a tradição dos fritos na Freguesia de São Mamede

Diz a tradição popular portuguesa que a 2 de fevereiro, dia de Nossa Senhora das Candeias, s...

Duarte Costa, um mestre da guitarra quase esquecido

Acontece que no domínio das artes, seja na literatura, na pintura, na escultura ou na música...

Fumeiro e legumes cozidos qual é o resultado?

Com este tempo de chuva e cinzento só apetece comida quente de tacho como o cozido à portugu...