Começaram as obras de proteção do mosteiro

As obras de construção da barreira acústica em frente ao Mosteiro da Batalha, com o objetivo de proteger o monumento da poluição sonora provocada pelo transito na EN1/IC2, já tiveram início e estão orçamentadas em 485,8 mil euros (mais IVA).

A empreitada “Operação urbanística de salvaguarda aos impactos de ruído e poluição sobre o Mosteiro Santa Maria da Vitória”, comparticipada por fundos europeus do Centro 2020, era “ambicionada há mais de duas décadas”, refere a câmara num comunicado divulgado esta segunda-feira, 20.

A obra inclui a arborização da zona e acessos pedonais, como forma de requalificar a área frontal do monumento e minimizar os impactos da estrada.

Os trabalhos decorrem durante três meses e, segundo a autarquia, “assumem particular importância atendendo a diversos indicadores de ruído e vibrações captados no monumento, muito acima dos permitidos por lei, devido ao tráfego rodoviário”.

O projeto é desenvolvido em parceria técnica com a Direção-Geral do Património Cultural e a empresa Infraestruturas de Portugal, com o acompanhamento de especialistas em preservação do património.

“Esta intervenção, da máxima importância para a preservação do mosteiro, vai permitir consolidar e proteger o monumento, representando o maior investimento das últimas décadas na valorização do monumento património da humanidade”, destaca o presidente da câmara, Paulo Batista Santos.


NESTA SECÇÃO

Exposição liga Batalha aos principados romenos

Está patente no mosteiro uma exposição intitulada “Os principados romenos no tempo da constr...

Destino de alguns valores do Mosteiro de Santa Maria da Vitória

Universalidade de Portugal Não sei se Portugal pode cumprir outra missão, servir ou...

Infante D. Henrique, Imperador de novos mares e de novos céus

Infante D. Henrique   “Talant de bien faire”   Tive a vocação do bem.   ...