Combate à vespa asiática com uma centena de operações

O plano de controlo da vespa asiática no Concelho da Batalha registou este ano, até 19 de setembro, “uma centena de operações de limpeza” e  “todos os ninhos identificados foram destruídos”, na sequência da colaboração de várias entidades do município.

A campanha de combate à vespa asiática tem decorrido com particular atenção na freguesia de São Mamede, em colaboração com a Bicavadinha Natura, Associação de Apicultores da Região de Leiria e os Bombeiros Voluntários da Batalha, que têm colaborado na identificação e destruição dos ninhos.

Em caso de presença de ninho suspeito, deve ser contactado o Serviço Municipal de Proteção Civil da Batalha, Gabinete de Serviços Veterinário ou a Linha SOS Ambiente. No caso em que seja possível, é útil o envio de fotografias do ninho e/ou das vespas.

A vespa velutina nigrithorax, ou vespa velutina, é uma espécie não-indígena, predadora da abelha europeia (Apis mellifera). Esta vespa asiática, proveniente de regiões tropicais e subtropicais do norte da India, do leste da China, da Indochina e do arquipélago da Indonésia, ocorre nas zonas montanhosas e mais frescas da sua área de distribuição.

A sua introdução involuntária na Europa ocorreu em 2004 no território francês, tendo a sua presença sido confirmada em Espanha em 2010, em Portugal e Bélgica em 2011 e em Itália em finais de 2012.

Na época da primavera constroem ninhos de grandes dimensões, preferencialmente em pontos altos e isolados. Esta espécie distingue-se da espécie europeia vespa crabro pela coloração do abdómen (mais escuro na vespa asiática) e das patas (cor amarela na vespa asiática).

Os principais efeitos da presença desta espécie não indígena manifestam-se em várias vertentes, sendo de realçar: na apicultura - por se tratar de uma espécie carnívora e predadora das abelhas; para a saúde pública – não sendo mais agressivas que a espécie europeia, no caso de sentirem os ninhos ameaçados reagem de modo bastante agressivo, incluindo perseguições até algumas centenas de metros.

 


NESTA SECÇÃO

"Elsa" derruba árvores no Concelho da Batalha

A passagem da tempestade “Elsa” pelo Concelho da Batalha está na origem de 11 ocorrências at...

Pedreira da Barrosinha pode acabar em tribunal

Há intervenções e decisões promovidas até agora por algumas entidades públicas e privadas no...

Roubaram 4.650 euros do multibanco da Golpilheira

Há três anos (12 de outubro de 2016) foi assaltada a caixa Multibanco instalada na fachada d...