Combate à vespa asiática com uma centena de operações

O plano de controlo da vespa asiática no Concelho da Batalha registou este ano, até 19 de setembro, “uma centena de operações de limpeza” e  “todos os ninhos identificados foram destruídos”, na sequência da colaboração de várias entidades do município.

A campanha de combate à vespa asiática tem decorrido com particular atenção na freguesia de São Mamede, em colaboração com a Bicavadinha Natura, Associação de Apicultores da Região de Leiria e os Bombeiros Voluntários da Batalha, que têm colaborado na identificação e destruição dos ninhos.

Em caso de presença de ninho suspeito, deve ser contactado o Serviço Municipal de Proteção Civil da Batalha, Gabinete de Serviços Veterinário ou a Linha SOS Ambiente. No caso em que seja possível, é útil o envio de fotografias do ninho e/ou das vespas.

A vespa velutina nigrithorax, ou vespa velutina, é uma espécie não-indígena, predadora da abelha europeia (Apis mellifera). Esta vespa asiática, proveniente de regiões tropicais e subtropicais do norte da India, do leste da China, da Indochina e do arquipélago da Indonésia, ocorre nas zonas montanhosas e mais frescas da sua área de distribuição.

A sua introdução involuntária na Europa ocorreu em 2004 no território francês, tendo a sua presença sido confirmada em Espanha em 2010, em Portugal e Bélgica em 2011 e em Itália em finais de 2012.

Na época da primavera constroem ninhos de grandes dimensões, preferencialmente em pontos altos e isolados. Esta espécie distingue-se da espécie europeia vespa crabro pela coloração do abdómen (mais escuro na vespa asiática) e das patas (cor amarela na vespa asiática).

Os principais efeitos da presença desta espécie não indígena manifestam-se em várias vertentes, sendo de realçar: na apicultura - por se tratar de uma espécie carnívora e predadora das abelhas; para a saúde pública – não sendo mais agressivas que a espécie europeia, no caso de sentirem os ninhos ameaçados reagem de modo bastante agressivo, incluindo perseguições até algumas centenas de metros.

 


NESTA SECÇÃO

Elegia romântica das ilusões roubadas

Tropeçava no meu ego desalentado, numa demanda lapidar pela paixão que me abandonara naquele...

Valorlis lança “Eu Conto com a Reciclagem” com contos de alunos

A Valorlis assinalou o Dia Mundial do Ambiente, 5 de junho, com a apresentação nas redes soc...

Poluição suinícola da região chega à ONU

A Juventude Social Democrata do Distrito de Leiria (JSD Leiria) “tomou a ousadia de escrever...