Combate às descargas ilegais de resíduos de obras

O Município da Batalha anunciou a 10 de dezembro que vai implementar um programa de gestão de resíduos de construção e demolição (RCD), com “o objetivo de reduzir as descargas ilegais deste tipo de resíduos”.

Por outro lado, pretende “promover a interação dos diversos agentes ao longo da cadeia associada aos RCD, de forma a incrementar uma organização da cadeia de valor mais sustentável, em linha com os princípios da economia circular”.

Este programa inicia-se no próximo ano, com um investimento inicial de 20 mil euros, a que “acrescem novos recursos municipais afetos a este objetivo de prevenção ambiental e diminuição da pegada de carbono, sendo uma medida enquadrada pelas áreas-chave da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020 (ENEA2020)”, explica a autarquia.

O sector da construção civil “é responsável por uma parte muito significativa dos resíduos gerados em Portugal, situação comum à generalidade dos demais estados membros da União Europeia, em que se estima uma produção anual global de 100 milhões de toneladas de resíduos de construção e demolição (RCD)”.

“Para além das quantidades muito significativas que lhe estão associadas, sabe-se que o fluxo de resíduos apresenta outros riscos que dificultam a sua gestão e controlo, pelo que se exige das entidades uma ação mais próxima dos produtores de RCD”, adianta.

“Queremos contribuir para a minimização dos prejuízos ambientais decorrentes da gestão dos resíduos de obras de construção, sendo determinados na fiscalização e parceiros na recolha e recondução destes materiais a aterro legalizado”, sublinha o presidente da câmara municipal, Paulo Batista Santos.


NESTA SECÇÃO

Carnaval põe 1.500 miúdos e graúdos a desfilar na vila

O Carnaval na Batalha volta à rua e promete diversão para todas as faixas etárias, com uma p...

Exploração da Barrosinha chumbada de vez

O projeto de exploração da pedreira da Barrosinha, na freguesia de Reguengo do Fetal, foi fo...

Menina de um ano morre atropelada por empilhadora

Uma menina de um ano de idade, natural de Casal do marra, no Concelho da Batalha, morreu no ...