Cemitérios do concelho reabriram com novas regras

Os cemitérios do concelho reabrem este domingo, dia 3, no caso da Batalha nos horários habituais fixados, devendo os utilizadores adotar as recomendações da Direção-Geral de Saúde (DGS) de distanciamento social e uso de máscara de proteção.

A assistência às cerimónias fúnebres mantém-se limitada aos familiares diretos, num limite máximo de 15 pessoas, guardando uma distância mínima de segurança de dois metros.

O Dia da Mãe será este domingo assinalado no cemitério municipal da Batalha com a distribuição de flores em homenagem a “todas as mães que nos deram a vida e com tanto amor nos cuidaram”, como refere uma nota do município.

A autarquia sugeriu, por outro lado, que as juntas de freguesia adotassem medidas idênticas às que instituiu, o que acontece.

Por exemplo, no caso do cemitério do Reguengo do Fetal também é obrigatório do uso de máscara e luvas de proteção, bem como o respeito do distanciamento social, seguindo as recomendações da DGS.

As cerimónias fúnebres seguem as regras adotadas no cemitério da Batalha e a permanência de pessoas está assim limitada: 10 no cemitério velho, talhão norte; 10 pessoas no cemitério velho, talhão sul; 10 pessoas por cada talhão restante.

“Neste dia tão especial”, a Junta de Freguesia do Reguengo do Fetal “distribuiu 500 flores, homenageando desta forma todas as mães e, em virtude da reabertura do cemitério, colocou uma flor em cada um dos que já partiram, como forma de amenizar o facto dos familiares terem estado privados de visitar os seus ente queridos”, devido ao confinamento.

Os cemitérios das freguesias de São Mamede, Golpilheira e Batalha (Alcanadas) também seguem regras semelhantes.

No caso da Golpilheira, a junta de freguesia “procedeu à limpeza do cemitério e retirou todas as flores naturais” e, “como forma de homenagear os ente queridos, deliberou colocar uma flor em todas as sepulturas”.

Por outro lado, “terminado o estado de emergência, agradece a colaboração de todos os fregueses para um seguro regresso à normalidade”.

Já a Junta de Freguesia da Batalha, considerando que “em tempos de isolamento social são muitas as saudades daqueles que fazem parte do nosso coração” e “celebrando o Dia do Trabalhador e o Dia da Mãe, prestou [no sábado, dia 2] homenagem àqueles que já nos deixaram, oferecendo rosas a todos os defuntos sepultados no cemitério de Alcanadas”.

“Esta flor... é uma homenagem a todos aqueles que em vida nos trouxeram alegria e deixaram lembranças que ninguém pode apagar”, lê-se num cartão deixado com as flores, no cemitério da responsabilidade da junta de freguesia.

 

Foto: xovesphoto's/Pxhere

 


NESTA SECÇÃO

Batalha abre mercadinho para ajudar quem precisa

O pavilhão multiusos da Batalha acolhe no fim de semana, dias 6 e 7 de junho, a 1ª edição do...

Batalha: GNR apreende viaturas para evitar corridas ilegais

A GNR anunciou esta quinta-feira, dia 21, que apreendeu três viaturas e identificou três jov...

Associativismo recebe 200 mil euros com Retomar de atividades

O Município da Batalha lançou um programa municipal de apoio extraordinário e temporário par...