Candidatados ao PRR projetos no valor de quatro milhões

As instituições do Concelho da Batalha ligadas ao sector social, submeteram ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no âmbito do aviso sobre requalificação e alargamento da rede de equipamentos e respostas sociais, candidaturas cujo valor da execução ascende a mais de quatro milhões de euros.

Os projetos referem-se à creche municipal, ao centro de dia a instalar na Golpilheira, pela Misericórdia da Batalha, ao centro de atividades e capacitação para a inclusão, a ser gerido pela Casa do Mimo e à estrutura residencial para pessoas idosas, a implementar na Freguesia de São Mamede pelo Centro Social e Paroquial de São Mamede.

O aviso do PRR tem como objetivo reforçar, adaptar, requalificar e inovar, nos lugares intervencionados, ou a intervencionar, respostas sociais dirigidas às crianças, às pessoas idosas, às pessoas com deficiência e às famílias.

“Preconiza-se ainda como objetivos a cumprir com a nova rede de equipamentos sociais, a promoção da natalidade e do envelhecimento ativo e saudável, mas também a inclusão e a promoção da autonomia e da conciliação entre a atividade profissional e a vida pessoal”, refere o município em comunicado.

Ainda no âmbito do PRR, mas na componente do Programa de Alojamento Estudantil a custos acessíveis, o Município da Batalha submeteu a apreciação dos gestores do programa, a construção da residência de estudantes do ensino superior “Casa da Obra”, pelo valor de um milhão e cem mil euros, “sendo expetável a atribuição de um apoio, a fundo perdido, superior a 700 mil euros”.

A residência de estudantes, equipamento que será gerido pelo Politécnico de Leiria, implica a concretização de diversas contrapartidas para o Concelho da Batalha, designadamente através da instalação de Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) vocacionados para a formação de quadros qualificados em áreas deficitárias na região e no concelho, bem como o apoio técnico, científico e pedagógico daquela instituição de ensino na dinamização de projetos de coworking e em consórcios de investigação internacionais.

“As candidaturas submetidas ao PRR, caso tenham sucesso, tornarão o concelho mais competitivo e melhor preparado para enfrentar os desafios futuros que se afiguram”, refere o presidente do município, Raul Castro.

“Além da dimensão relevante da criação e ampliação das respostas sociais, o Município está particularmente empenhado em concretizar ações e projetos no âmbito da eficiência energética, face aos grandes desafios emergentes pelas alterações climáticas”, conclui.


NESTA SECÇÃO

Procissão dos Caracóis volta este sábado e mostra por que quer ser classificada

A Procissão dos Caracóis, que integra a Festa de Nossa Senhora do Fetal, regressa este sábad...

“30 anos de FIABA. Três décadas a abraçar a tradição” do artesanato à gastronomia e música

A 30ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia da Batalha – Mostra do Mundo Rural (FIABA)...

Suspensa pesquisa e exploração de pedreiras na freguesia de Reguengo

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) prorrogou a suspensão...