Câmara paga retirada de telhas com amianto dos bombeiros

A Câmara da Batalha aprovou, na sua reunião ordinária de 25 de novembro, a atribuição de um subsídio de 50 mil euros aos bombeiros voluntários para a remoção das telhas de fibrocimento, que contêm amianto, da cobertura do edifício sede e quartel.

A autarquia explica que as instalações do quartel da Batalha, objeto de intervenção, “têm tido uma utilização intensa ao longo dos últimos anos com atividades desportivas de clubes, escolas, grupos em diversas faixas etárias e atividades recreativas”.

Por isso, “vai apoiar integralmente o projeto apresentado pelos bombeiros para substituição do telhado do quartel, que ainda possui chapas de fibrocimento (que têm na sua constituição amianto), por chapas metálicas do tipo 'sandwich', numa área de 900m2, cujo custo estimado ascende a 50 mil euros”.

“É uma preocupação que nos foi transmitida pelos bombeiros e que, no imediato, decidimos resolver", adianta o presidente da câmara municipal, Paulo Batista Santos, adiantando que “a urgência de serem retiradas as telhas de fibrocimento se agravou ainda mais depois de se verificar que algumas estão a desfazer-se, o que, comprovadamente, representa um risco para a saúde dos utilizadores do quartel de bombeiros”.

“As missões desenvolvidas pelos corpos de bombeiros das associações humanitárias de voluntários revestem-se de inequívoco interesse público, pelo que se justifica o apoio municipal à melhoria das condições de atuação e salvaguarda da sua saúde”, adianta o autarca.

O amianto, uma fibra natural mineral cujas propriedades de resistência e durabilidade impulsionaram a sua corrente utilização na construção em Portugal entre os anos 1950 a 1990, revelou-se uma substância de elevada perigosidade.

O Município da Batalha implementou, desde 2014, o um programa de empreitadas para substituição das coberturas em fibrocimento das escolas municipais e armazém municipal, no valor total de 250 mil euros.


NESTA SECÇÃO

Falta de segurança encerra pavilhão da Golpilheira

O Pavilhão Municipal da Golpilheira está encerrado e sem utilização desde meados de janeiro,...

A revolução editorial - entrevista com Hugo Xavier

No ano de 2015 presenciámos uma mudança no paradigma editorial português, com o aparecimento...

Parque de eventos garante prémio nacional à autarquia

O Parque de Eventos Santa Maria da Vitória foi considerado o melhor projeto apresentado na c...