Cadastro simplificado avança no município

O Município da Batalha anunciou no dia 9 de março que vai começar a fazer a representação gráfica georreferenciada dos prédios rústicos, um investimento de 141 mil euros, com o apoio de fundos comunitários através do programa Centro 2020.

“Este procedimento é essencial para fazer o registo dos terrenos de forma simples e gratuita através do cadastro predial simplificado e, por isso, um passo decisivo para que se possam identificar todos os prédios rústicos e os seus proprietários, em concelhos onde ainda não existe cadastro predial, como é o caso da Batalha”, explica o município em comunicado.

No âmbito deste projeto será implementado, com a colaboração da câmara Municipal, o BUPi (Balcão Único do Prédio), uma plataforma desenvolvida para os cidadãos que, aliada a uma rede de balcões de proximidade, permite a identificação das propriedades de forma mais fácil e gratuita. Esta identificação é promovida por via da georreferenciação, que consiste na identificação de um terreno através de coordenadas geográficas.

Com a georreferenciação das estremas sobre o mapa é possível definir quais os limites da propriedade e “garante-se uma mais fácil e eficaz proteção da sua propriedade”.

Esta é uma medida articulada entre as áreas governativas da Coesão Territorial, Justiça e Ambiente e Ação Climática, e será implementada com a colaboração técnica do Município da Batalha nos próximos seis meses.


NESTA SECÇÃO

Consumada a transferência de competências na área da saúde

A Câmara da Batalha efetivou a transferência de novas competências na área da Saúde no dia 1...

Município recebe competências na área social e 30 mil euros

A câmara e a assembleia municipal aceitaram por unanimidade receber novas competências na ár...

Apoio à mensalidade de creche reforçado em 39 mil euros

O apoio à mensalidade de creche no âmbito do programa “Crescer Mais”, em vigor desde 2019 e ...