Bombeiros voluntários apoiados em 200 mil euros pelo município

Os Bombeiros da Batalha contam este ano com um apoio da câmara municipal superior a 200 mil euros. A maior fatia em financiamento direto foi formalizada no primeiro dia deste mês, na assinatura de protocolo com a direção da associação humanitária do concelho.

“A corporação de bombeiros recebe 120 mil euros, aos quais acresce o pagamento por parte do município de seguros do pessoal, dirigentes e da equipa de intervenção permanente”, explicou o presidente da câmara.

O apoio municipal este ano "ultrapassará os 200 mil euros", segundo Paulo Batista Santos, e é considerado "um contributo importante" para a melhoria das condições de funcionamento dos bombeiros, ao nível da resposta às populações nas componentes de proteção civil, emergência médica, transporte de doentes e apoio humanitário.

"O município reconhece nos bombeiros locais um apoio fundamental às pessoas e nessa medida entende que a câmara municipal deve ser um exemplo a nível nacional no que ao apoio aos bombeiros voluntários diz respeito", disse o autarca, frisando que "há um número muito reduzido de municípios que apoiam os bombeiros voluntários como faz o da Batalha".

Na mesma ocasião, a câmara municipal promoveu uma reunião de articulação e apoio à realização do XXI Acareg (Acampamento Regional) da Região Escutista de Leiria-Fátima, em que participaram 1.500 jovens, na Quinta do Escuteiro, na Batalha. A iniciativa da Junta Regional de Leiria termina no fim de semana de 11 e 12 deste mês.

Um dos pressupostos desta iniciativa, que se realiza de quatro em quatro anos, é a construção de um acampamento com todos os serviços básicos para os escuteiros e que, e no final de uma semana intensa de atividades, tudo seja deixado tal como foi encontrado.

“Para a Batalha é um desafio importante receber mais um grande evento jovem, tendo esta realização um carinho e apoio especiais, porque mobiliza os participantes para os valores ambientais que partilhámos”, disse o presidente da câmara.

 


NESTA SECÇÃO

Marcelo: “houve uma recuperação pequena no turismo"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encontrou-se no dia 13 de novembro com e...

Acabar com pontos negros custa 50 mil euros na primeira fase

A Câmara da Batalha lançou em outubro um plano de segurança rodoviária para definir quais sã...

Covid-19: Concelho esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno

O Concelho da Batalha esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno – e escapou à tange...