Bombeiros querem reforçar segurança e proximidade

As comemorações do 41º aniversário dos Bombeiros da Batalha, que decorreram no Reguengo do Fetal, no dia 28 de abril, ficaram marcadas pela bênção de um veículo tanque tático urbano, oferecido pela empresa Clara e Gema, e de uma ambulância cedida pelo INEM à corporação.

A atribuição de medalhas de assiduidade, dos cinco aos 25 anos, e de serviços distintos grau prata ao bombeiro Fernando Vieira também mereceram destaque na cerimónia, em que participaram 100 “soldados da paz”.

Na sua intervenção, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Batalha (AHBVB), Jorge Novo, agradeceu-lhes a “entrega e generosidade, de uma forma muito especial aos que permanecem desde a fundação da corporação”.

Jorge Novo fez ainda um “agradecimento muito especial às famílias dos bombeiros pela sua compreensão” e destacou que a ausência dos voluntários do “conforto familiar significa a presença, apoio e o socorro a outras famílias”.

“Estes 41 anos tiveram decerto altos e baixos, situações mais desafogadas e outras mais complicadas, mas o que interessa salientar é que o corpo de bombeiros tem vindo a melhorar”, destacou o presidente da AHBVB, que deixou “aos 14 estagiários da nova escola uma palavra de coragem e determinação nas missões que terão de cumprir”.

A direção presidida por Jorge Novo, que termina o seu mandato este ano, “teve um objetivo e uma estratégia para os bombeiros da Batalha”. “Julgamos ter cumprido os objetivos a que nos tínhamos proposto, sem por em causa a saúde financeira da associação, pois não podemos esquecer que, para além do serviço voluntário, os bombeiros são também uma empresa com 30 funcionários”, referiu.

O objetivo geral da direção da AHBVB assentou na melhoria do corpo de bombeiros em diferentes dimensões: “quantidade de bombeiros, apoiando na medida do possível o comando nas medidas que visassem o reforço do número de elementos, como se tem verificado nas sucessivas escolas; qualidade da atuação, apoiando o comando nas formações solicitadas e na eficácia, dotando os bombeiros, dentro das possibilidades, de equipamentos e veículos adequados ao cumprimento das missões atribuídas”.

Jorge Novo destacou igualmente a melhoria da “segurança, que obriga constantemente à renovação de equipamentos de proteção individual; das condições de conforto nos quartéis de São Mamede e Batalha para que possam ter boas comodidades, e do reforço da integração dos bombeiros na comunidade, através da realização de eventos, pela sua presença em diversas atividades, mas também pela formação certificada para o exterior, ministrada a funcionários de empresas e particulares”.

Por outro lado, destacou o presidente da AHBVB, “a estratégia de atuação assentou no diálogo e na cooperação constantes, entre todos os intervenientes nos processos de socorro, de proteção civil e da comunidade; cooperação e apoio às entidades oficiais com quem tem tido um relacionamento institucional leal, e na cooperação com entidades privadas que no assumir das suas responsabilidades para com a comunidade continuam a apoiar os bombeiros”.

Esta cooperação – salientou - permitirá em breve abrir um centro de formação na antiga Escola Primária dos Pinheiros, e deste modo melhorar a qualidade da formação técnica e prática dos bombeiros.

O presidente da AHBVB agradeceu às empresas Clara e Gema, Caixa Agrícola da Batalha, Erofio, REN, EDP, HBC - Hermínio e ao INEM, que de diferentes formas têm colaborado com os bombeiros da Batalha.


NESTA SECÇÃO

Escola requalificada abre portas a projeto sempre inacabado

A obra de requalificação da Escola Básica e Secundária da Batalha foi inaugurada no dia 7 de...

Casal de burlões condenado por arrendar casas alheias

O Tribunal de Leiria condenou um casal residente no Concelho da Batalha a sete anos de prisã...

REN oferece viatura aos bombeiros do concelho

A REN – Redes Energéticas Nacionais entregou uma viatura aos Bombeiros Voluntários da Batalh...