Bombeiros ganham drone para socorrer população

Os Bombeiros Voluntários da Batalha (BVB) anunciaram este domingo, 3, que contam agora com um dorne para operações de combate a fogos e socorro à população, oferecido pelo Grupo dos Nascidos em 1977, de São Mamede.

“Acompanhando a evolução tecnológica ao serviço dos bombeiros e por consequência na proteção de pessoas e bens, este drone será de grande utilidade na supervisão de cenários de incêndios ou de busca e salvamento, substituindo a deslocação em veículos para observação da evolução de incêndios”, explica a corporação na sua página no Facebook.

“Como facilmente se compreende, a vista de cima neste tipo de intervenções dá uma imagem em tempo real mais completa dos cenários onde se está a intervir”, adiantam os bombeiros, que “agradecem ao Grupo dos Nascidos em 1977, de São Mamede, a oferta do equipamento”.

Este drone tem controlo remoto com alcance de três quilómetros, câmara de visão diurna e noturna, autonomia de 20 minutos por cada cada uma das quatro baterias, permitindo ao posto de comando dos bombeiros imagens detalhadas mesmo em locais de difícil acesso.

Os bombeiros vão receber formação para operar drones no início de 2018.

Formação e equipamento

Entretanto, ainda no âmbito da formação, o curso de tripulante de ambulância de socorro, com a duração de 210 horas, iniciado a 5 de outubro, está a terminar. O objetivo é dotar o corpo de bombeiros de mais seis elementos com esta valência, disponibilizando novos recursos humanos para integrar as ambulâncias de socorro.

A bom ritmo continua igualmente o curso de formação de ingresso na carreira de bombeiro voluntário iniciado em 1 de julho. Nesta fase está a ser ministrado o curso de socorrismo. Em breve, a corporação da Batalha com mais 10 novos elementos - quatro bombeiras e seis bombeiros.

A melhoria dos meios dos voluntários da Batalha passou também pela entrega à corporação, pela câmara municipal, de 10 equipamentos de proteção individual, destinados ao combate de incêndios urbanos e industriais. Os conjuntos são constituídos por casacos, calças, botas, viseira, arica, espaldar de suporte de botija. A entrega insere-se no plano anual de investimento previsto no protocolo celebrado entre a autarquia e a associação que suporta os bombeiros.

Entretanto, a câmara municipal cedeu a escola primária dos Pinheiros, que se encontrava encerrada, aos bombeiros, para as suas atividades de formação e treino. O espaço será utilizado para a formação em sala e no exterior, onde se prevê o treino em contentor de flashover.


NESTA SECÇÃO

Reguengo do Fetal: a palmeira que morreu de pé

Histórica. Iconográfica. Árvore de “antes quebrar do que torcer”. A palmeira derrubada pela ...

Faleceu o acordeonista Vergílio Pereira

O acordeonista Vergílio Pereira, considerado um dos melhores executantes nacionais, que cola...

Reguengo: tempestade Ana destrói palmeira histórica

A tempestade Ana destruiu na madrugada desta segunda-feira, 11, a palmeira situada no centro...