Batalhenses oferecem viseiras na luta contra a Covid-19

Um grupo de batalhenses ofereceu esta quinta-feira, dia 26, um conjunto de 60 viseiras de proteção, produzidas com recurso a fabricação aditiva por impressão 3D, a profissionais de saúde e do sector social do concelho.

A iniciativa decorreu no âmbito da mobilização popular para o fabrico deste equipamento destinado aos profissionais que estão na linha da frente no combate à Covid-19.

As viseiras foram divididas em dois lotes iguais e entregues na Unidade de Saúde Familiar da Batalha (centro de saúde) e no Centro Hospitalar Nossa Senhora da Conceição, da Misericórdia da Batalha, na presença de autarcas e pessoas envolvidas na iniciativa.

“Nestes tempos incertos, é com grande sentido de dever que cumprimos a missão de, com outros empreendedores e membros da comunidade "Maker", utilizando de forma voluntária os nossos recursos, fornecer a unidades de saúde viseiras de proteção individual, um equipamento que tem faltado aos profissionais”, explica Carlos Santos, coordenador da iniciativa no concelho e ex-presidente da Junta de Freguesia da Golpilheira.

“Este movimento é nacional”, mas Carlos Santos adianta que “não pode deixar de realçar o esforço desenvolvido para a concretização destas entregas de Rangel, Daniel, Rui Infante, André Carnide, Rogério, Artur Jorge, Lecas Ant.&Filhos e muitos outros anónimos que se juntaram ao grupo. Um agradecimento especial pela coordenação do Horta”.

O grupo “continuará os fornecimentos à medida que forem necessários e solicitados”, podendo o Centro Hospitalar Nossa Senhora da Conceição vir a ser reabastecido no início da próxima semana. A dificuldade é que o volume de pedidos excede a capacidade de resposta dos voluntários.

Em comunicado, Município da Batalha “saúda e enaltece a forte mobilização da sociedade civil e das empresas no apoio ao combate da atual pandemia”.

 


NESTA SECÇÃO

Acabar com pontos negros custa 50 mil euros na primeira fase

A Câmara da Batalha lançou em outubro um plano de segurança rodoviária para definir quais sã...

Covid-19: Concelho esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno

O Concelho da Batalha esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno – e escapou à tange...

Aprovados concursos públicos para pavilhão e ciclovia

A câmara municipal aprovou em outubro a abertura de concursos públicos relativos aos projeto...