Batalhenses festejam diáspora em Paris

O 27º Jantar Anual de Confraternização da Diáspora Batalhense está marcado para este sábado, 17, em Champigny-sur-Marne, nos arredores de Paris, com a presença de duas centenas de emigrantes do concelho, residentes em França e noutros países europeus.

O convívio decorre no restaurante português Cumeada, nos Armazéns Cândido – Candieuropa, a partir das 19h30, cujo chefe de cozinha é Filipe Caseiro (sub-chefe do restaurante Vintage – Hotel Lis/Mestre Afonso Domingues, na Batalha) onde foi organizado o encontro do ano passado. Este ano, o espaço de Fernando Cândido inaugura, com a presença dos batalhenses, a sua nova sala, com capacidade para 800 pessoas.

A animação musical está a cargo do cantor Dany da Silva. Aos 12 anos já animava os bailes, aos 20 era vocalista em várias bandas portuguesas e em 2002 tornou-se oficialmente cantor, sucedendo-se depois os espetáculos e a edição de álbuns.

A comitiva batalhense que se desloca a França inclui, além dos presidentes do município e da assembleia municipal, Paulo Batista Santos e Júlio Órfão; outros membros da autarquia e 21 elementos da Turma de Teatro e Canto da Academia Sénior da Batalha, acompanhados por um professor.

O grupo desenvolveu um projeto de representação sobre a emigração portuguesa em França, no início da década de 1970, que será apresentado durante o convívio de batalhenses.

A peça, intitulada “O Salto”, aborda a vida de um português que, sem futuro no seu país, é obrigado a saltar a fronteira à procura de um novo rumo, acabando por fixar-se nos bidonvilles (bairros de lata) localizados nos subúrbios da região de Paris.

A turma terá oportunidade de visitar os locais mais simbólicos da diáspora portuguesa na região de Paris. O multiculturalismo e a emigração são o mote para a viagem, que inclui uma visita ao Museu da História da Emigração, homenageando comendador Batista de Matos, natural do Concelho da Batalha, retratado no espaço museológico.


NESTA SECÇÃO

A fundamental questão: por que nos candidatamos à presidência da Câmara da Batalha?

  A primeira análise que se deve fazer a uma candidatura política é a motivação dessa can...

Alternativa ao marasmo político e económico do concelho

Cansados das promessas dos partidos tradicionais e de figuras eternizadas como deuses, a Ini...

Somos Batalha e Batalha é de Todos protagonizam a disputa mais acesa

As candidaturas PSD/Somos Batalha e o movimento Batalha é de Todos, apoiado pelo PS, protago...