Batalha/autárquicas: CDS recandidata Horácio Francisco

O CDS anunciou esta terça-feira, dia 30, que recandidata à Câmara da Batalha o vereador Horácio Moita Francisco, nas eleições autárquica previstas para o último trimestre deste ano.

“Voz determinada, sincera, critica e construtiva da atual oposição neste executivo, lembra àqueles menos atentos que não foi o CDS, ou o seu vereador, que entregaram os destinos dos batalhenses ao atual executivo”, lê-se num comunicado da “Candidatura do CDS – Batalha no Coração”.

“O CDS apresenta-se com listas próprias, que incluem profissionais jovens e menos jovens, com carácter e determinação, livres de todas e quaisquer dependências ou interesses instalados. São, na sua grande maioria, pessoas sem filiação partidária”, adianta o comunicado.

“Os candidatos que integram as lista do CDS estão conscientes dos desafios que os esperam, fruto da conjuntura que a pandemia de Covid-19. Toda a atual conjuntura é um desafio à nossa capacidade de intervenção e de resposta, enquanto candidatos autárquicos, na defesa do poder local democrático disposto a bater-se pela participação cívica, pela transparência, pela sinceridade e pelas reformas políticas que permitam aprofundar a democracia livre”, refere a candidatura.

“A convicção e determinação da candidatura é que o poder local terá de ser cada vez mais próximo de toda a comunidade, abrindo a câmara municipal aos Batalhenses, e o desafio do poder local e dos seus autarcas para a Batalha passa, nos próximos anos, por serem capazes de definir um novo enquadramento de modelo social que consiga proporcionar melhores condições de vida à comunidade”, conclui a lista “Batalha no Coração”


NESTA SECÇÃO

Uma câmara mais perto das pessoas

  A governação de uma câmara municipal é uma função nobre, que deve ter as pessoas em pri...

Garantimos que a Batalha não se resumirá ao mosteiro

Apresento a minha candidatura pelos munícipes da Batalha. Estarei disponível para ouvir os p...

A fundamental questão: por que nos candidatamos à presidência da Câmara da Batalha?

  A primeira análise que se deve fazer a uma candidatura política é a motivação dessa can...