Batalha suspende atividade dos vendedores itinerantes

A Câmara da Batalha decidiu suspender a atividade dos vendedores itinerantes, porque “comporta elevados riscos de contágio e propagação da Covid-19, por força da necessária interação entre pessoas, pelo facto de os pagamentos serem feitos, em regra, em dinheiro”.

Num comunicado de quarta-feira, dia 25, a autarquia adianta que “decidiu ainda dotar a Unidade de Saúde Local de materiais de proteção individual e equipamento de apoio aos utentes que possam necessitar de apoio médico no âmbito da Covid-19”.

As forças de segurança já começaram a operação de controlo de viaturas e de verificação dos estabelecimentos comerciais abertos em infração ao estado de emergência.

Entretanto, “o município, tendo conhecimento do falecimento do primeiro batalhense por Covid-19, o que muito lamenta, e pese embora a residir há muito tempo fora do concelho, em Oliveira do Bairro (Aveiro)”, considera que “esta morte confirma as suas preocupações e reforça o apelo ao isolamento social, permanecendo os munícipes nas suas casas, sempre que possível, a fim de reduzir o risco de contágio”.


NESTA SECÇÃO

Batalha: supermercados, mercearias e talhos abertos

A Câmara da Batalha publicou esta segunda-feira, dia 23, uma listagem de supermercados, merc...

Exportações da Batalha valem 60,7 milhões

As empresas do Concelho da Batalha exportaram mercadorias no valor de 60,7 milhões no ano pa...

Concelho tem 38 empresas com o estatuto de PME Líder

A Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI) e o Turismo de Portugal distinguiram no...