Batalha suspende atividade dos vendedores itinerantes

A Câmara da Batalha decidiu suspender a atividade dos vendedores itinerantes, porque “comporta elevados riscos de contágio e propagação da Covid-19, por força da necessária interação entre pessoas, pelo facto de os pagamentos serem feitos, em regra, em dinheiro”.

Num comunicado de quarta-feira, dia 25, a autarquia adianta que “decidiu ainda dotar a Unidade de Saúde Local de materiais de proteção individual e equipamento de apoio aos utentes que possam necessitar de apoio médico no âmbito da Covid-19”.

As forças de segurança já começaram a operação de controlo de viaturas e de verificação dos estabelecimentos comerciais abertos em infração ao estado de emergência.

Entretanto, “o município, tendo conhecimento do falecimento do primeiro batalhense por Covid-19, o que muito lamenta, e pese embora a residir há muito tempo fora do concelho, em Oliveira do Bairro (Aveiro)”, considera que “esta morte confirma as suas preocupações e reforça o apelo ao isolamento social, permanecendo os munícipes nas suas casas, sempre que possível, a fim de reduzir o risco de contágio”.


NESTA SECÇÃO

Batalha Real é novo vinho da adega batalhense

A Adega Cooperativa da Batalha lançou um novo vinho de gama superior DOC denominado Batalha ...

Turismo dá primeiros sinais de retoma

A Airbnb lançou no dia 11 de junho uma iniciativa para apoiar o crescimento económico local ...

Produção de coelhos escapa à pandemia

O estado de emergência decretado em março de 2020 determinou o encerramento de restaurantes ...