Batalha suspende atividade dos vendedores itinerantes

A Câmara da Batalha decidiu suspender a atividade dos vendedores itinerantes, porque “comporta elevados riscos de contágio e propagação da Covid-19, por força da necessária interação entre pessoas, pelo facto de os pagamentos serem feitos, em regra, em dinheiro”.

Num comunicado de quarta-feira, dia 25, a autarquia adianta que “decidiu ainda dotar a Unidade de Saúde Local de materiais de proteção individual e equipamento de apoio aos utentes que possam necessitar de apoio médico no âmbito da Covid-19”.

As forças de segurança já começaram a operação de controlo de viaturas e de verificação dos estabelecimentos comerciais abertos em infração ao estado de emergência.

Entretanto, “o município, tendo conhecimento do falecimento do primeiro batalhense por Covid-19, o que muito lamenta, e pese embora a residir há muito tempo fora do concelho, em Oliveira do Bairro (Aveiro)”, considera que “esta morte confirma as suas preocupações e reforça o apelo ao isolamento social, permanecendo os munícipes nas suas casas, sempre que possível, a fim de reduzir o risco de contágio”.


NESTA SECÇÃO

Plano de relançamento da economia para micro negócios

O Município da Batalha está a desenvolver um programa de relançamento da economia, que corre...

Município garante “contas saudáveis” para manter impostos

A Assembleia Municipal da Batalha (AMB) aprovou por unanimidade no dia 30 de setembro a manu...

Empreendedores incubam na Casa do Conhecimento

A Casa do Conhecimento e da Juventude acolhe desde o dia 16 de outubro cinco projetos de emp...