Batalha: suspeito de violência doméstica sobre a mãe

O Tribunal de Leiria determinou a prisão preventiva de um homem de 41 anos, residente na Batalha, no âmbito de um processo em que é suspeito da prática de um crime de violência doméstica agravada, em que a vítima é a sua mãe, de 81 anos.

Segundo o Ministério Público (MP), o indivíduo foi detido na segunda-feira, 4, e sujeito ao primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Leiria, na quarta-feira, “por se considerar fortemente indiciada a prática de um crime de violência doméstica agravada”.

A investigação criminal, coordenada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Porto de Mós e desenvolvida pela GNR da Batalha, concluiu que o arguido “dirigiu-se por diversas vezes à sua mãe, que padece de doenças que afetam a sua capacidade motora, injuriou-a e ameaçou-a, causando-lhe um sentimento de insegurança, nomeadamente em 2018 e 2019”.

O MP adianta que “foi diagnosticada perturbação bordeline da personalidade e bipolaridade” ao arguido e determinado que aguarde o desenvolvimento do processo sujeito em prisão preventiva, “por se verificar a existência de perigo de continuação de atividade criminosa”

O tribunal decretou ainda que “fosse de imediato conduzido à urgência psiquiátrica do hospital de Leiria, com vista a eventual internamento compulsivo, devendo nesse caso ser mantido em internamento preventivo”.

Foto: arquivo/ilustração


NESTA SECÇÃO

Criada Comissão de Defesa do Reguengo contra novas pedreiras

A Comissão Especial de Defesa do Reguengo do Fetal (CEDRF), criada na sequência de uma assem...

Candidatos a deputados alertados para os perigos de novas pedreiras

O presidente da Câmara da Batalha alertou os cabeça de lista às próximas eleições legislativ...

Nova pedreira na freguesia do Reguengo quase aprovada

A Câmara da Batalha revelou que a Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG) manifestou a in...