Batalha sente sismo com intensidade máxima

Um sismo com a magnitude 3,7 na escala de Richter, com epicentro em Porto de Mós, foi sentido esta quarta-feira pelas 23h22 no concelho da Batalha, sem provocar danos materiais ou pessoais conhecidos, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O tremor de terra foi sentido com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) na região da Batalha.

Os testemunhos recolhidos pelo Jornal da Batalha referem que o sismo também foi "muito sentido" na zona de Leiria, Fátima, São Pedro de Moel, Marinha Grande, Alcobaça, Caldas da Rainha, São Martinho do Porto e Tomar.

O epicentro foi registado a noroeste de Porto de Mós (na zona da Cruz da Légua, latitude: 39.599 longitude: -8.882 ) a uma profundidade de 20 quilómetros. O abalo foi sentido por muitas pessoas que vivem na região, segundo as quais durou mais de cinco segundos e foi sentido com grande intensidade - o mobiliário das casas e outros objetos abanaram.

Os bombeiros de Porto de Mós receberam 70 chamadas telefónicas de pessoas assustadas, mas não foi feito qualquer pedido de auxilio. O comando distrital da PSP de Leiria não assinalou qualquer ocorrência e a Proteção Civil não registou danos pessoais ou materiais. Pela 1h36 desta quinta-feira, 02, leitores do nosso jornal afirmaram ter sentido uma réplica do sismo, mas de pouca intensidade, um fenómeno que é natural nestas circunstâncias.

Pouco depois, o IPMA confirmou o registo nas estações da Rede Sísmica do Continente de um sismo de magnitude 2.6 (Richter), réplica do ocorrido às 23h22, e cujo epicentro também se localizou próximo de Porto de Mós. Este sismo também não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima III (escala de Mercalli modificada) na região da Batalha. A escala de Richter refere-se à magnitude de um sismo e está compreendida entre 1 e 9 graus. É uma forma precisa para medir a intensidade de um terramoto e indica o máximo de energia libertada.

A escala de Mercalli modificada descreve os danos causados por um sismo, com graus entre 1 e 12. No caso do sismo com epicentro em Porto de Mós, foi classificado como de grau IV e a réplica de grau III.

 

Ou seja, segundo o IPMA: IV – Moderado: Os objetos suspensos baloiçam. A vibração é semelhante à provocada pela passagem de veículos pesados ou à sensação de pancada duma bola pesada nas paredes. Carros estacionados balançam. Janelas, portas e loiças tremem. Os vidros e loiças chocam ou tilintam. Na parte superior deste grau as paredes e as estruturas de madeira rangem. III – Fraco: sentido dentro de casa. Os objetos pendentes baloiçam. A vibração é semelhante à provocada pela passagem de veículos pesados. É possível estimar a duração, mas não pode ser reconhecido com um sismo.


NESTA SECÇÃO

Escola requalificada abre portas a projeto sempre inacabado

A obra de requalificação da Escola Básica e Secundária da Batalha foi inaugurada no dia 7 de...

Casal de burlões condenado por arrendar casas alheias

O Tribunal de Leiria condenou um casal residente no Concelho da Batalha a sete anos de prisã...

REN oferece viatura aos bombeiros do concelho

A REN – Redes Energéticas Nacionais entregou uma viatura aos Bombeiros Voluntários da Batalh...