Batalha quer ser maravilha com gastronomia acessível

A proposta da Batalha às “7 Maravilhas à Mesa” é uma das 49 pré-finalistas do concurso, que registou 182 candidaturas na primeira fase.

A candidatura submetida pela câmara municipal, intitulada “Experiência única”, assenta numa “parceria que envolve restaurantes, unidades hoteleiras e produtores locais, consistindo na criação um roteiro gastronómico acessível, que junta gastronomia de excelência e espaços culturais inclusivos”, explica a autarquia em comunicado.

O objetivo “é proporcionar a todos os cidadãos, independentemente das limitações que apresentem, uma experiência sensorial única através da degustação de pratos de elevada qualidade, de onde constam o leitão e o bacalhau, mas oferecendo também os vinhos da Adega Cooperativa da Batalha e o Azeite da Pia do Urso”, adianta.

A passagem à segunda fase do concurso “evidencia a qualidade da candidatura que aposta na acessibilidade e na gastronomia de referência como os seus principais argumentos”, considera o presidente da câmara.

“É um projeto que recolhe contributos e participações de entidades privadas, que representam os produtos de excelência como o vinho e o azeite que temos para oferecer e que detêm grande notoriedade, quer no nosso país, quer no estrangeiro”, conclui Paulo Batista Santos.


NESTA SECÇÃO

Marcelo: “houve uma recuperação pequena no turismo"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encontrou-se no dia 13 de novembro com e...

Acabar com pontos negros custa 50 mil euros na primeira fase

A Câmara da Batalha lançou em outubro um plano de segurança rodoviária para definir quais sã...

Covid-19: Concelho esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno

O Concelho da Batalha esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno – e escapou à tange...