Batalha investe em interface de transportes

O Município da Batalha anunciou a candidatura a fundos comunitários de projetos correspondentes a um investimento de 700 mil euros, no âmbito Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável, com destaque para “Ecovia Vale do Lena ao Collipo” e o interface multimodal da sede de concelho.

Além da pista clicável e pedonal na margem do Lena, de Porto de Mós ao centro da Batalha e até ao limite do concelho de Leiria, e da construção de interface multimodal da Vila da Batalha (paragem de autocarros, “bike sharing” e ponto de recarga de veículos elétricos), estão previstas candidaturas relacionadas com partilha de bicicletas e melhoria de percursos pedonais.

“Estes projetos concretizam uma ambição de melhorar as condições de mobilidade e acessibilidade na Batalha, sobretudo para os milhares turistas que todos os anos nos visitam”, explica o presidente do município.

Para Paulo Batista Santos “é Igualmente relevante a parceria a realizar com os municípios vizinhos de Porto de Mós e Leiria, com o objetivo de criar um percurso seguro para utilização dos modos suaves de deslocação, beneficiando os movimentos pendulares interconcelhios, possibilitando contribuir para a redução do tráfego automóvel”.

“Desta forma diminui-se o volume de tráfego automóvel, criando-se condições para deslocações em segurança, a pé ou em bicicleta, potenciando a deslocação em modos suaves nos movimentos diários da população”, acrescenta.

A criação de pontos de “bike sharing” inclui a zona desportiva da vila, residência de estudantes, Centro Cívico da Golpilheira, Agrupamento de Escolas da Batalha e a zona histórica da Batalha.

Está ainda prevista uma intervenção de beneficiação de percursos pedonais, entre o largo do mosteiro e a envolvente do pavilhão multiusos, com a adaptação de instalações sanitárias a pessoas com mobilidade reduzida.

Estes projetos, segundo a autarquia, podem “servir como alternativa pendular aos alunos que venham a utilizar as residências para estudantes a localizar em Freiria e Praça Mouzinho de Albuquerque e estudem no Politécnico de Leiria. De igual modo, servem o Agrupamento de Escolas da Batalha”.

As candidaturas serão entregues à entidade que gere o programa Centro 2020 até 29 de março, data limite para a 1ª fase de apresentação de projetos.

 

 

 

 

 

 

 

 


NESTA SECÇÃO

“Joia da Batalha” quer ser uma das “7 Maravilhas”

O Mosteiro do Leitão candidatou ao concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal” um doce que bat...

Projetos do concelho no prémio “Ciência na Escola”

Três projetos de alunos do Concelho da Batalha passaram à fase de desenvolvimento da 16ª edi...

Moinho de Vento candidato ao prémio "Heróis da Fruta"

As turmas “Inventores”, “Sabichões” e "Os Traquinas", do Centro Infantil Moinho de Vento, sã...