Batalha aloja estudantes do IPLeiria

A Câmara da Batalha está a desenvolver um projeto de reabilitação e adaptação de dois edifícios para residência universitária de alunos internacionais do Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria), enquadrado no Plano Nacional de Alojamento para o Ensino Superior.

O projeto surgiu na sequência de uma reunião de trabalho com o presidente do IPLeiria, Rui Pedrosa, “onde se identificou a necessidade de alargar a resposta de alojamento na região para os estudantes internacionais, desenvolvidas com áreas de apoio ao estudo e investigação, potenciando melhores condições de acolhimento e oportunidade de atração de jovens para a região”, explica a autarquia em comunicado.

“Esta é uma oportunidade única” para a Batalha, refere o presidente da câmara municipal, “com benefícios imediatos e a médio prazo”, como seja “trazer para a Batalha jovens estudantes internacionais que irão promover o concelho, dinamizar o turismo e criar condições para a sua fixação na região da Batalha”.

Por outro lado, destaca Paulo Batista Santos, “será um forte estímulo para construir e reabilitar edifícios na vila , em condições de financiamento muito favoráveis”.

“No médio prazo, esta parceria com IPLeiria cimentará a presença do ensino superior e de investigadores na Batalha, condição fundamental para desenvolver conhecimento e ampliar as oportunidades dos jovens locais”, acrescenta o autarca.

Numa primeira fase, o projeto envolve dois edifícios municipais, um reabilitado na Praça Mouzinho de Albuquerque e o antigo edifício dos paços do concelho (Edifício Dr. Gens), que se encontra em fase final de requalificação.

Segundo o município, o concelho “dispõe de excelentes opções de mobilidade para o IPLeiria, seja através do GiraBatalha, seja no âmbito da rede de ecovias existentes e em desenvolvimento que no curto prazo irão aproximar a Batalha e o IPLeiria, acompanhando o curso do rio Lena”.

As instituições de ensino superior públicas e autarquias podem recorrer a um fundo de reabilitação de edifícios se os quiserem disponibilizar para residências universitárias, possibilidade prevista no plano nacional de alojamento, apresentado pelo governo na quinta-feira, 17 de maio, em Coimbra.


NESTA SECÇÃO

Artesanato e gastronomia juntam 25 mil pessoas

A vila foi o palco da 29ª edição da FIABA – Feira de Artesanato e Gastronomia da Batalha, qu...

Modelo para os efluentes suinícolas “desresponsabiliza os produtores”

O presidente da Câmara Batalha “não acredita na solução” apresentada pelo Governo para o tra...

Agredia e ameaçava de morte a mãe há uma década

Um homem foi detido pela GNR esta quarta-feira, 11, no Concelho da Batalha sob suspeita de a...