Célia Ferreira

AMHO A Minha Horta

Basta deixar no terreno boas sementes

E o ano está a chegar ao fim. Este será, com certeza, um dos anos de que não iremos ter saudade.

O tempo lá fora está mais frio, as horas de sol são menores e os nossos quintais parece que produzem até mesmo sem lhe mexermos muito - basta ter deixado por lá “boas sementes”

Diria que se passa o mesmo na nossa vida, ou seja, ela vai-nos devolvendo as colheitas das sementes que lançamos à nossa volta. Por isso, há que cuidar do tipo de sementes que queremos colher. Isto para partilhar convosco que o que recebemos é também o que damos, sendo que o ideal é dar de forma desinteressada, e este dar que aqui menciono nada se relaciona com bens materiais, mas sim com o nosso ser.

Por exemplo: quem se lembra dos antigos postais de Natal, que normalmente recebíamos por estes dias dos nossos familiares e amigos, ao ponto de já nem os valorizarmos mais? Pois bem, lanço o desafio de este ano retomarmos esta bonita tradição - envie um postal de Natal a quem lhe apetecer, só porque sim.

Nas caminhadas que faço diariamente pela vila, fico sempre muito feliz com todos os bons dias que recebo de quem passa de carro e me reconhece, diria mesmo que essas pessoas, mesmo sem saberem, melhoram em muito o meu dia, com um simples e singelo “Bom dia!”

Outro hábito que criei foi o de tocar à campainha de alguns conhecidos, apenas para dizer “Bom dia e adeus”. Não dá para conviver, mas dá sempre para cumprimentar, e que falta nos fazem os afetos mais livres e despreocupados, enquanto não podemos partilhar abraços com os braços, que os façamos com a atenção e as palavras.

Considero as vivências que estamos a passar como aprendizagens, em que podemos perceber o valor do outro, e quão mais completa a nossa vida pode ser, na proporção em que seja partilhada.

Diria que alguns sabem quem está por detrás destes textos, outros não sabem, mas acreditem que a atenção que está a dar a esta minha partilha é o que me impulsiona e enche de bons sentimentos. Muito grata a si que me lê, bem haja!

Hortícolas para semear e/ou plantar: alfaces, agrião, beterraba, cebolas, couves, coentros, favas, mostardas, desbastar as nabiças, nabos, rúcula, salsa.

Árvores de fruto plantar: alperces, ameixoeiras, amoreiras, cerejeiras, figueiras, framboeseiras, groselheiras, macieiras, mirtilos, nectarinas, pereiras, pessegueiros

Jardim, semear e/ou plantar: goivos, jacintos, tulipas.

Dica do mês: o que fazer com as cascas de citrinos: fruta cristalizada; decorações de Natal; infusão, cujo líquido pode ser utilizado com desinfetante para lavar o chão da casa; adicionar ao composto

Na natureza, nada se perde, tudo se transforma!

Feliz Natal.


NESTA SECÇÃO

Eça de Queirós e a sua estada em Leiria

Foi há cento e cinquenta anos que Eça de Queirós esteve em Leiria no desempenho das funções ...

O coração que canta

Francisco José, mais conhecido por ter dado voz à canção Olhos Castanhos, foi um extraordiná...

Conservar e aproveitar o que a natureza oferece

A natureza é generosa e frequente nesta época. O nosso quintal está produzir mais do que nec...