Autarquia quer alargar proteção nas zonas industriais

A Câmara da Batalha vai promover uma alteração do Plano Diretor Municipal (PDM) com “o principal objetivo de alargar as zonas de proteção ambiental nas áreas de localização empresarial da Jardoeira (Batalha) e de São Mamede”.

No âmbito do Plano Estratégico do Concelho da Batalha 2020, a autarquia definiu como prioridade a ampliação da zona industrial da Batalha (Jardoeira) e a criação de uma nova área de localização empresarial em São Mamede.

Neste sentido, conta com a aprovação de uma candidatura ao programa Centro 2020, que prevê a ampliação a norte e a sul da zona industrial da Batalha em mais 34 hectares.

Quanto a São Mamede, o projeto de candidatura encontra-se em fase de apreciação pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional da Região Centro (CCDRC) e prevê um investimento de 1,7 milhões de euros, criação de 25 novos lotes e igual número de empresas, numa área de 40,2 hectares.

A proposta de alteração ao PDM foi apresentada pelo presidente da autarquia, Paulo Batista Santos, aprovada por unanimidade, e “nos termos do decidido pela câmara, o processo será iniciado, no imediato, com a participação pública de 30 dias, seguindo-se a fase de elaboração da proposta de alteração e concertação com as entidades envolvidas”, explica a autarquia num comunicado datado de 18 de julho.

“Terminados os trabalhos técnicos seguir-se-á a elaboração da versão da proposta de plano a submeter a discussão pública e aprovação final por parte da assembleia municipal, o que se perspetiva para finais de 2019 ou no primeiro trimestre de 2020”, adianta.

“A ampliação das zonas industriais foi uma opção assumida pelo executivo e que conhecerá, a muito breve prazo, um forte desenvolvimento no incentivo à fixação de novos projetos empresariais, permitindo melhores e renovadas condições para a expansão das empresas já instaladas, bem como quanto à instalação de novas empresas”, refere o presidente do município.

Quanto ao PDM, Paulo Batista Santos, defende ainda que “terá que ser um instrumento de sustentabilidade ambiental, onde o desenvolvimento económico, o progresso social e o crescimento habitacional sejam cada vez conformados com os valores ambientais que defendemos e fazem da Batalha um território de excelência para quem investe, visita ou vive no concelho”.


NESTA SECÇÃO

Apoiar os mais carenciados, fidelizar os Jovens às suas raízes

  1) Desenvolver o concelho – atrair empresas, baixar a derrama, rever o IRS e criar empr...

Alternativa ao marasmo político e económico do concelho

Cansados das promessas dos partidos tradicionais e de figuras eternizadas como deuses, a Ini...

Uma câmara mais perto das pessoas

  A governação de uma câmara municipal é uma função nobre, que deve ter as pessoas em pri...