“Autarquia apresenta boa situação económica”

A Câmara da Batalha terminou o ano passado com meios libertos líquidos (resultados líquidos + amortizações + provisões) de 2,3 milhões de euros, “um forte crescimento” na execução orçamental das Grandes Opções do Plano (GOP) de 13,1 milhões e uma redução da dívida total em 508 mil euros, afirma a autarquia em comunicado.

A dívida total fixou-se agora em dois milhões de euros, inferior em 19,7% comparativamente a 2014 (2,6 milhões), o que representa ”apenas 14,9% do valor máximo permitido para o ano passado”, adianta o documento divulgado na sequência da aprovação, no dia 9 deste mês, do relatório e contas da autarquia.

Para o presidente da câmara municipal, Paulo Batista Santos, “o ano de 2017 confirmou a trajetória de crescimento do investimento municipal em áreas estratégicas para o desenvolvimento local, sem perder de vista o objetivo do equilíbrio das contas municipais”.

A autarquia apresenta “uma boa situação económica e financeira – por exemplo, o cash-flow patrimonial (2,3 milhões de euros) é superior ao total das dívidas a terceiros, que totalizam 2,2 milhões)”.

O comunicado adianta que também ao nível da liquidez o município apresenta valores “bastante significativos” – o saldo final dos depósitos em instituições financeiras atingiu 2,9 milhões de euros, “superior ao valor de todas as dívidas”.

“Estes bons resultados revelam que os níveis de execução financeira e operacional são fruto da aplicação de políticas sérias, com um nível de investimento consistente, de grande exigência e rigor e tem sido o pilar fundamental do desenvolvimento integrado e sobretudo sustentável do município, sem comprometer as aspirações das gerações vindouras”, adianta Paulo Batista Santos.

Em termos do património municipal verificou-se um aumento líquido de 4,1 milhões de euros. Como principais investimentos realizados (sem os saldos iniciais transitados de 2016), encontram-se o Centro Escolar do Reguengo do Fetal (744 mil euros), a requalificação da Escola Sede do Agrupamento escolar da Batalha (827 mil euros) e a adaptação do edifício municipal para a Loja do Cidadão (418 mil euros).

Os meios libertos líquidos do município serão aplicados no financiamento de projetos aprovados e cofinanciados por fundos europeus no âmbito do Portugal 2020.


NESTA SECÇÃO

Concelho lidera crescimento de empresas de excelência

O Concelho da Batalha regista o maior crescimento percentual de empresas distinguidas com o ...

Comitiva alemã visitou grupo Erofio

Um grupo de responsáveis alemães visitou durante dois dias empresas do sector dos moldes da ...

Município em 8º lugar entre os que têm melhor governação

O estudo “Rating Municipal Português”, revelado no dia 7 de maio, coloca o município em 8º l...