Autarca da Batalha demite-se de vogal na distrital do PSD

O presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, demitiu-se do cargo de vogal da Comissão Política Distrital de Leiria do PSD, no dia 31 de julho, “ao tomar conhecimento das razões da decisão de demissão do presidente da distrital, Rui Rocha”.

Rui Rocha demitiu-se em consequência do processo de elaboração de listas de candidatos à Assembleia da República nas eleições legislativas de 6 de outubro. “Entendo que o processo não foi bem conduzido e que foi uma desconsideração para com o PSD de Leiria, sendo que o resultado final da lista não representa a proposta de Leiria”, explicou.

Por sua vez, Paulo Batista Santos refere que a sua decisão é um ato de “solidariedade com os seus companheiros de partido de Leiria, com o seu presidente, mas sobretudo em nome de princípios e valores de lealdade na vida política que em circunstância alguma poderia abdicar.”.

O autarca, recordando Sá Carneiro, fundador do PSD, que firmou que "não há nada que pague a sinceridade na ação política, como em tudo", adianta: “Por mais que me custe, não posso deixar de expressar a minha indignação com a forma como a lista de candidatos à Assembleia da República pelo círculo de Leiria foi imposta sem qualquer justificação razoável pela direção nacional do PSD”.

“Tendo a cabeça-de-lista por Leiria, Margarida Balseiro Lopes, todo o meu reconhecimento e empenho para a sua eleição, porque é uma personalidade com elevada competência e forte ligação à região, tal facto não impede que lamente profundamente a falta de diálogo e desconsideração para com a região e os dirigentes distritais do PSD no processo de composição final da lista de candidatos”, explica Paulo Batista Santos em comunicado.

Na sua perspetiva, “o afastamento das listas do atual deputado Pedro Pimpão e a menorização de várias personalidades do PSD, confirmam uma opção sectária inaceitável num partido social democrata, que sempre pugnou pelo respeito da diferença de opiniões, e ignora o dever das lideranças de agregar e consolidar uma estratégia alternativa para o país”.

“O distrito de Leiria e as suas gentes merecem o nosso melhor empenho, na defesa das causas regionais e na apresentação de novas propostas políticas para o país em áreas sensíveis como a saúde, o ambiente, a coesão territorial e social, ou no reforço do ensino superior de qualidade, entre outras, para tanto exorto as candidaturas do PSD a inovar na mensagem e apostar na proximidade da ação política com os cidadãos”, conclui.


NESTA SECÇÃO

“Terra e Mar”

Começo por me apresentar. Chamo-me Ana Costa Caseiro, cozinheira no restaurante Muralhas, lo...

Poluição: autarca indignado com ministro do Ambiente

“A solução agora apresentada é uma não solução, agrava o problema e prolonga no tempo as gra...

Aves da Batalha cumpriu os objetivos apesar da pandemia

Ao longo do ano de 2020 o Grupo Aves da Batalha dinamizou 13 atividades, com distintos objet...