Artes à Vila traz concertos exposições e comida de rua

O festival Artes à Vila traz à Batalha entre 29 deste mês e 1 de julho concertos, caminhadas, workshops, exposições e ‘comida de rua', num programa pensado para as famílias.

A iniciativa é organizada pelo mosteiro, associação Batalha pela Cultura, câmara municipal e a produtora Seivabruta, e surge com o objetivo de "realizar um evento cultural no património edificado, dentro e fora de portas, convidando as famílias a um fim de semana de partilhas e experiências culturais, num cenário único da Humanidade: o Mosteiro de Santa Maria da Vitória".

"Acreditamos que chegámos ao fim de uma era despreocupada culturalmente e, se nos mantivermos focados nesta parceria, e, claro, se for vontade da vila, estamos certos de que o festival Artes à Vila poderá vir a ser um grande festival em Portugal e na Europa", diz Eduardo Jordão, da organização do festival.

Artes à Vila vai contar com concertos de Guitolão, com António Eustáquio e Carlos Barretto, Isabel Silvestre e as vozes de Manhouce, Sete Lágrimas, Um Violino no Fado, da violinista Natália Juskiewicz, Kabeção, Desidério Lázaro, CEO, entre outros.

Os espetáculos terão lugar em espaços como as Capelas Imperfeitas, Claustro Real e zonas envolventes ao Mosteiro da Batalha, o terceiro monumento mais visitado em Portugal de entre os que estão sob a alçada da Direção-Geral do Património Cultural.


NESTA SECÇÃO

Banda com raízes no concelho vence concurso internacional

A banda canadiana Social Hysteria, dos irmãos George e Alexandre Lopes, que têm ligações ao ...

Travaços Santos é sócio da Sociedade de Geografia

O investigador batalhense José Travaços Santos recebeu o Diploma de Sócio Correspondente da ...

"Tenor do Povo" dá concerto grátis na Batalha (c/vídeo)

A zona frontal do Mosteiro da Batalha é o cenário para um concerto único do conceituado arti...