Artes à Vila traz concertos exposições e comida de rua

O festival Artes à Vila traz à Batalha entre 29 deste mês e 1 de julho concertos, caminhadas, workshops, exposições e ‘comida de rua', num programa pensado para as famílias.

A iniciativa é organizada pelo mosteiro, associação Batalha pela Cultura, câmara municipal e a produtora Seivabruta, e surge com o objetivo de "realizar um evento cultural no património edificado, dentro e fora de portas, convidando as famílias a um fim de semana de partilhas e experiências culturais, num cenário único da Humanidade: o Mosteiro de Santa Maria da Vitória".

"Acreditamos que chegámos ao fim de uma era despreocupada culturalmente e, se nos mantivermos focados nesta parceria, e, claro, se for vontade da vila, estamos certos de que o festival Artes à Vila poderá vir a ser um grande festival em Portugal e na Europa", diz Eduardo Jordão, da organização do festival.

Artes à Vila vai contar com concertos de Guitolão, com António Eustáquio e Carlos Barretto, Isabel Silvestre e as vozes de Manhouce, Sete Lágrimas, Um Violino no Fado, da violinista Natália Juskiewicz, Kabeção, Desidério Lázaro, CEO, entre outros.

Os espetáculos terão lugar em espaços como as Capelas Imperfeitas, Claustro Real e zonas envolventes ao Mosteiro da Batalha, o terceiro monumento mais visitado em Portugal de entre os que estão sob a alçada da Direção-Geral do Património Cultural.


NESTA SECÇÃO

Alberto Sardinha, uma das maiores figuras da cultura em Portugal

Círio   Caminho a descontar pecados em cada passo, em busca do santo da minh...

Nos 521 anos da Vila e do Município da Batalha

  A Pomba (Sobre o poema “o Arco” do poeta hispano-árabe de Múrcia Al-Buqayra, do sécu...

Pandemia retira ao Mosteiro da Batalha liderança em visitantes

Os museus, monumentos e palácios nacionais registaram uma quebra de 73,1% de visitantes em 2...