António Chainho e Rão Kyao abrem festival música na vila

O espetáculo de abertura da 38.ª edição do Festival Música em Leiria (FML), que este ano arranca no Mosteiro da Batalha, no dia 20 de março, tem como protagonistas António Chainho e Rão Kyao.

Pela primeira vez, o festival de música mais antigo do País, a decorrer sem interrupções, realiza o seu concerto inaugural fora do concelho que lhe deu nome, com um espetáculo de entrada gratuita, numa aposta em alargar a sua rede de espetáculos à região centro.

“Dando seguimento ao trabalho da edição anterior com a conquista de novos públicos, levando o FML a 10 concelhos do distrito, este ano vamos alargar os espetáculos a Alcobaça, e saltar fronteiras do distrito com um concerto inédito em Ourém”, revela o presidente do Orfeão de Leiria, Acácio de Sousa.

“A aposta de realizar o espetáculo de abertura do festival é também espelho da estratégia que queremos seguir. Há muito que este deixou de ser um evento cultural circunscrito a Leiria e aos públicos da cidade. O objetivo é construir pontes com os diversos concelhos da região, com o apoio das comunidades intermunicipais da Região de Leiria, do Oeste e do Médio Tejo», explica o presidente cessante.

O espetáculo de abertura da 38.ª edição do FML, que junta a guitarra portuguesa de António Chainho e a flauta de Rão Kyao, promove o cruzamento de estilos musicais, como já vem sendo apanágio do evento. O Mosteiro da Batalha “eleva a outro patamar a diversidade cultural deste concerto que celebra a fusão entre a música popular portuguesa e o fado, e no qual não faltarão momentos de improviso e uma boa dose de experimentação, celebrando o jazz como elemento comum aos dois músicos”, considera a organização.

“A diversidade de estilos musicais que compõe a programação desta edição do festival está bem patente neste espetáculo inaugural único, protagonizado por duas grandes referências do panorama artístico português”, considera Acácio de Sousa.

O festival termina no dia 25 de abril, com um concerto da Orquestra XXI, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria.


NESTA SECÇÃO

A Defesa do Património

Evocação de Santa Maria-a-Velha Foi aqui que me plantaram dando-me a primazia de se...

D. Manuel I

Venturoso porque colhi a seara que outro semeou mas desventurado porque a Histór...

Projeto inovador de Tobias Monteiro leva teatro às escolas do concelho

“A arca dos contos em movimento” já iniciou a sua viagem com vista à descentralização cultur...