José Travaços Santos

Baú da Memória

Almada Negreiros e os Painéis

Entre Maio e Agosto de 1960 o “Diário de Notícias” publicou uma série de artigos do Jornalista António Valdemar sob o título genérico “A Obra-Prima da Pintura Primitiva Portuguesa e o seu Destino de Origem na Capela do Fundador do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha”. Este notável trabalho jornalístico incluía, também, uma entrevista com Almada Negreiros que concluíra, depois de aturados estudos sob o signo da geometria, que os Painéis de Nuno Gonçalves, conhecidos pelos Painéis de São Vicente, tiveram como destino a Capela do Fundador do nosso Mosteiro.

A este assunto referi-me no nº 6 dos “Cadernos da Vila Heróica” publicado em Abril de 2001 (que pena este número dos “Cadernos” ter saído com tantas gralhas!). A ilustrá-lo vinham duas fotografias, uma reproduzida do “Diário de Notícias”, a composição dos Painéis na parede interior, da Capela Real, que fica à direita de quem entra, e outra, reproduzida do interessantíssimo livro da filha de Almada, Maria José de Almada Negreiros, “Conversas com Sarah Affonso”, mãe da autora e viúva do grande Pintor, Novelista e Dramaturgo.

Ora, o nosso Mosteiro, em mais uma iniciativa do seu dinâmico director, Dr. Joaquim Pereira Ruivo, vai a partir de 21 de Novembro evocar Almada Negreiros revelando a conclusão a que ele chegou sobre o destino se origem dos Painéis e, retomando-a, dar-lhe visibilidade.

A fotografia de Almada Negreiros, numa curiosa atitude, equilibrado nas grilhagens que cercavam os patins do Monumento, possivelmente tirada nos anos 20 do século passado, é, de novo, reproduzida, agora a ilustrar este breve apontamento, do livro citado.


NESTA SECÇÃO

MCCB recebe mais um prémio

O MCCB recebeu, em dezembro de 2020, uma Menção Especial da APOM – Associação Portuguesa de ...

Covid-19: temos que alterar procedimentos e atitudes

Os números de infeções e o número de fatalidades tem vindo a crescer exponencialmente, obrig...

2021 - uma falsa sensação de segurança

Chegado o tão ansiado 2021, com as tão ainda mais esperadas diversas vacinas, começa-se a ba...