Núcleo de Combatentes da Batalha

Notícias dos combatentes

Ai a galinha, a galinha!

Alguém roubou uma galinha, e foi descoberto, pode ser que venha a ser julgado e preso pelo roubo, mas ao que parece todos duvidam! No entanto, os amigos, que estavam lá com ele quando a roubou, não viram nem sabem de nada... Os lesados, não perdoaram o roubo da galinha e correram com os ladrões na primeira oportunidade! Os que foram escolhidos a seguir para gerir o galinheiro tiveram de tirar o resto do milho aos lesados para tentar recuperar a galinha, e recuperaram-na. Só que os amigos do que roubou a galinha, apareceram e correram à força com os que tinham sido escolhidos duas vezes e a recuperaram, agarram de novo no galinheiro e são eles mesmo, de novo no poleiro, que têm os louros de devolver a galinha, a tal que eles mesmo tinham roubado! De imediato foram esquecidos os que tiveram o trabalho de a recuperar, com as regras estabelecidas por quem a tinha roubado. Ao receberem a galinha, os que tinham ficado sem ela, ficaram contentíssimos porque o que queriam era a galinha de volta, e na lembrança só ficaram os que tiraram o milho para a recuperar... Acontece que, apesar de terem devolvido a galinha eles mesmo tinham roubado, recuperada por outros, nunca devolveram o milho junto com a galinha, mas, continuam a tirá-lo na mesma proporção que os que a recuperaram, talvez querendo precaver-se com uma reserva de muito milho para quando tiverem oportunidade de roubar a galinha outra vez...

Reza a historia que numa reunião Hitler pediu que lhe trouxessem uma galinha.

Agarrou-a fortemente com uma das mãos e depenava-a com a outra.

A galinha, desesperada pela dor, queria libertar-se e fugir mas não podia.

Após depenar a pobre ave, Hitler disse aos seus colaboradores:

"Observem agora o que vai acontecer".

Hitler largou a galinha e afastou-se dela.

Pegou numa mão cheia de milho e começou a caminhar pela sala a atirar os grãos para o chão, enquanto os seus colaboradores constatavam admirados, como a galinha, assustada, dorida e ainda a sangrar, corria atrás de Hitler a tentar comer, seguindo-o por todo o lado.

Hitler olhando para seus inferiores hierárquicos totalmente surpreendidos, disse-lhes:

"É assim que facilmente se governam os povinhos. Viram como a galinha me seguiu, apesar da dor que lhe causei? Tirei-lhe as penas e a dignidade, infligi-lhe dor, mas, ainda assim, ela segue-me em busca de migalhas."

Assim se comportam os povos, seguem os governantes e políticos, apesar da dor que estes lhes causam e, mesmo que lhes tirem a saúde, a educação e a dignidade, pelo simples gesto de receberem um pequeno benefício continuam a seguir aqueles a quem dão tudo mas que em troca atira umas simples migalhas."

Espera-se que não se caminhe, a passos largos, para que os mesmos de sempre roubem a galinha pela 4ª vez. Escrevam o seguinte, todos no final vão ser gestores, vão-se descobrir as falcatruas, mas os cargos nas empresas que beneficiaram, para quando saírem do galinheiro, vão estar lá. É cíclico e todos se orientam à conta dos impostos, desculpem, do milho.

Reflitam numa coisa muito simples! Os países ditatoriais são mantidos pelos ditadores tendo os chefes militares na mão com chorudos vencimentos, o soldado que passa fome, se se revolta, leva um tiro e o do lado já não repete, já não reclama!

Em Portugal aumentam-se os juízes! A questão da democracia assente em três pilares é utópica. O poder político não está separado do judicial, porque a justiça apenas julga e aplica as leis que são elaboradas pelos governantes e são aprovadas na Assembleia da Republica. Ora a mesma nunca aprova nada que seja contra os políticos em geral, daí a conivência da esquerda à direita e os jogos de bastidores (abstém-se um hoje, outro contra amanhã, mas, os diplomas, passam ou não passam consoante sejam benéficos ou prejudiciais), para que o poder judicial não se intrometa e até esteja do lado da governação dá-se um aumento pornográfico aos juízes, que, eles se for preciso, até acabam com um sindicato... ainda vamos ver alguém daqui a mais 4 anos com cargos de chefia numa transportadora de renome nacional e sem ter carta de pesados.

O que somos?

Uma Republica dos Bananas

Viva o Futebol.


NESTA SECÇÃO

Perguntas sem resposta

“Qual é a importância da gaguez na política?”, “deus existe e apoia certa pessoa?” e “as fér...

A boa gestão dos baldios

Os baldios são terrenos geridos por comunidades locais, normalmente localizados em serras e ...

A ética na política e as pedreiras

Importa referir que, por razões editoriais, este texto foi escrito antes do dia 6/10. As ...