Acabar com pontos negros custa 50 mil euros na primeira fase

A Câmara da Batalha lançou em outubro um plano de segurança rodoviária para definir quais são os pontos do concelho onde se registam mais acidentes, prevendo na primeira fase investir 50 mil euros em melhorias.

Os objetivos do plano “Batalha - Concelho de Segurança Rodoviária” passam pela intervenção nos chamados “pontos negros” e ainda por uma vertente pedagógica, a fim de apelar aos condutores e aos peões para uma mudança de comportamentos. “O município celebrou um protocolo em 2016 para a promoção da segurança rodoviária com Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), traduzindo-se em ações sobre os locais onde há mais acidentes. Pretende-se agora intensificar essas ações, implementar medidas de acalmia da velocidade e melhorar a sinalização rodoviária nos pontos identificados”, explica a autarquia.

O plano pretende enunciar as necessidades, identificando os pontos negros e de elevada sinistralidade, bem assim o quadro da sinalização rodoviária, para que a câmara “atue com a sinalização e a semaforização necessárias”.


NESTA SECÇÃO

Uma câmara mais perto das pessoas

  A governação de uma câmara municipal é uma função nobre, que deve ter as pessoas em pri...

Alternativa ao marasmo político e económico do concelho

Cansados das promessas dos partidos tradicionais e de figuras eternizadas como deuses, a Ini...

A fundamental questão: por que nos candidatamos à presidência da Câmara da Batalha?

  A primeira análise que se deve fazer a uma candidatura política é a motivação dessa can...