Município da Batalha

Espaço do Museu

518 anos da criação da Vila da Batalha

Celebra-se a 18 de Março de 2018, o 518º aniversário da criação da Vila e do Concelho da Batalha.

A 17 de Março de 1500, o Rei D. Manuel I delimitava o termo da Batalha, numa área que pouco ultrapassava a vila. A 18 de Março, oficializava-se a criação da vila, com jurisdição própria, como sede do concelho que havia sido delimitado. A Batalha desagregava-se de Leiria e a “Carta da Vila” reforçava a afirmação da comunidade criada em torno do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, conforme se lê no trecho seguinte do documento:

«O Moesteiro da Vitoria privilegio per que he feito vila sem ter nenhuma ssogeiçam a villa de Leiria cujo termo hera e a tira e desmembra do termo dela. Dom Manuel ect. Aquantos esta nossa carta virem fazemos saber que consyderando nos e avendo respeito aos corpos gloriosos dos excelentes e de louvadas memorias dos reis nossos avós tios e primo que santa groria ajãa como seus jazigos sam em nosso moesteiro da Vitoria o qual jaz e era termo e jurdiçam da nossa vila de Leiria e que todolos lugares de nossos Reinos que estam no semelhante assento devem ser povorados e fortalecidos per defensam da terra principalmente polo respeito sobre dito detriminamos de fazer o dito moesteiro da Vitoria (...)»(Atq º Nac. Da Torre do Tombo, Chancelaria de D. Manuel, liv º 6 fls 113 vº.)

Nos séculos seguintes, tanto o território como a população foram crescendo. Todavia, o terramoto de Lisboa (1755) e as invasões napoleónicas, no início de oitocentos, trouxeram destruições e quebras demográficas significativas. A vontade e o desejo de autonomia por parte da população manteve-se, no entanto, inabalável. No século XIX, o concelho é suprimido por três vezes (1836, 1867, 1895) fruto de diversas reformas administrativas nacionais. Em 1895, um grupo de batalhenses, encabeçado por Taibner Crespo de Morais, faz um pedido de apoio ao Rei D. Carlos em defesa da restauração da autonomia municipal. Três anos mais tarde, o Concelho da Batalha restaura-se, definitivamente.

Faz um ano que esteve patente no Posto de Turismo da Vila a exposição “18 de Março – O dia da criação do concelho da Batalha”, relembrando diversos acontecimentos da história da formação da Vila e do Concelho e homenageando todos os envolvidos na afirmação e no crescimento do município.

O nascimento, crescimento e afirmação do concelho têm no Museu da Comunidade Concelhia também um lugar de destaque, numa vitrina dedicada ao poder local. Nela se podem ver os primeiros códigos de posturas municipais (documentos com regulamentação de licenças, policiamento, comércio, higiene pública, entre outros). Destaca-se também a Ata que restaura a independência definitiva do Concelho da Batalha, por decreto de 13 de Janeiro de 1898.

Reforça-se, desta forma, o convite a visitar o Museu, lembrando que aos primeiros domingos do mês, os naturais e residentes do concelho têm entrada gratuita.


NESTA SECÇÃO

Banda com raízes no concelho vence concurso internacional

A banda canadiana Social Hysteria, dos irmãos George e Alexandre Lopes, que têm ligações ao ...

Travaços Santos é sócio da Sociedade de Geografia

O investigador batalhense José Travaços Santos recebeu o Diploma de Sócio Correspondente da ...

"Tenor do Povo" dá concerto grátis na Batalha (c/vídeo)

A zona frontal do Mosteiro da Batalha é o cenário para um concerto único do conceituado arti...