28º Jantar da diáspora é a 16 de novembro

No 28º Jantar Anual de Confraternização da Diáspora Batalhense está marcado para o dia 16 de novembro, na região de Paris, anunciou Anabela Albuquerque, no Dia do Município, quarta-feira, 14, em representação da Comissão dos Convívios Batalhenses.

No ano passado a festa reuniu 200 pessoas [oriundas de Portugal, França, Bélgica e Inglaterra], e a diáspora batalhense em França foi homenageada no Museu Nacional da História da Imigração, em Paris, e durante o jantar anual dos emigrantes do concelho, em Champigny-sur-Marne, com a presença da Turma de Teatro e Canto da Academia Sénior da Batalha.

A data foi anunciada durante o almoço de confraternização realizado no primeiro dia das Festas da Batalha, que contou com a presença do deputado pela emigração Carlos Gonçalves (PSD).

“Este território [a Batalha] será mais forte e mais competente, se contar com todos os batalhenses, dando uma globalidade ao concelho”, afirmou Carlos Gonçalves, destacando que “a afirmação externa do país depende sobretudo” dos emigrantes.

“A Batalha não é só o seu território, é a sua gente espalhada pelo mundo, independentemente da distância a que está da sua terra, que continua a investir e a amar de uma forma notável o seu país e sua terra de origem”, adiantou o deputado.

O presidente do município, Paulo Batista Santos, salientou que as suas “obrigações e dos vereadores não terminam nos limites físicos do concelho, porque a Batalha será sempre onde estiver um batalhense”.


NESTA SECÇÃO

Estudo de impacto ambiental da Barrosinha à beira do chumbo

O pedido de licenciamento da pedreira da Barrosinha, na freguesia de Reguengo do Fetal, está...

Pedreira da Barrosinha pode acabar em tribunal e com indemnizações

Há intervenções e decisões promovidas até agora por algumas entidades públicas e privadas no...

Ninguém quer a exploração de pedra na Barrosinha

A Assembleia de Freguesia do Reguengo do Fetal recusou por unanimidade a exploração da pedre...