Política de Privacidade

O Jornal da Batalha, encara seriamente a privacidade e a protecção dos dados registados pelos seus utilizadores.

O Jornal da Batalha assegura aos seus utilizadores privacidade e segurança nos dados facultados para os vários serviços disponibilizados, sendo apenas pedidos e recolhidos os dados necessários para a prestação do serviço de acordo com as indicações explícitas no Site e as opções do utilizador. Caso o requeira, o titular dos dados tem o direito de obter o acesso, rectificação ou a eliminação dos dados facultados.

Em seguida apresentamos as práticas de tratamento de informação que adoptámos para o Jornal da Batalha, incluindo a forma como a informação é recolhida, como é usada e com quem é partilhada.

Este é um jornal que pretende apoiar as áreas cultural, social, económica e cívica da região e distrito de Leiria.

O Jornal da Batalha é independente do poder político, confessional ou outros, pautando a sua actuação dentro de um espírito de liberdade de informação, de pensamento e expressão, consignados na Declaração Universal dos Direitos do Homem e procurando permanentemente contribuir para o reforço e prestígio das instituições democráticas.

O Jornal da Batalha pauta-se por critérios de verdade e de justiça e pugna pelo desenvolvimento harmonioso de condições que levem a uma sociedade mais equilibrada, em pleno respeito pelos princípios deontológicos da imprensa e da ética profissional, de modo a não perseguir apenas fins comerciais, não abusando da boa-fé dos leitores, encobrindo ou deturpando a informação.

O Jornal da Batalha está aberto à colaboração dos seus leitores. A sua publicação sujeita-se ao espírito deste Estatuto e da dignidade pessoal e institucional.

No âmbito do registo no Portal do Jornal da Batalha assumimos para com os utilizadores do Site do Jornal da Batalha os seguintes compromissos.

  • Proceder ao tratamento de dados de forma lícita e leal, recolhendo apenas a informação necessária e pertinente à finalidade a que se destinam;
  • Permitir ao titular dos dados o acesso e correcção das informações sobre si registadas, transmitindo-as em linguagem clara e rigorosamente correspondente ao conteúdo do registo;
  • Não utilizar os dados recolhidos para finalidade incompatível com a da recolha;
  • Manter os dados exactos e, se necessário, actuais;
  • Assegurar o consentimento expresso do titular dos dados sempre que tal for exigido;
  • Garantir gratuitamente o direito de eliminação dos dados utilizados quando requerida pelo titular;
  • Ter sistemas de segurança que impeçam a consulta, modificação, destruição ou adição dos dados por pessoa não autorizada a fazê-lo e que permitam detectar desvios de informação intencionais ou não;
  • Respeitar o sigilo profissional em relação aos dados tratados;
  • Não realizar interconexão de dados pessoais, salvo autorização legal.