Batalha: Eleições Autárquicas

José Valentim/CDU:
“Garantir apoios à fixação de população”

No anterior mandato a presença dos eleitos da CDU nos órgãos autárquicos foi um contributo importante para o enriquecimento do debate e defesa das melhores políticas para o concelho.

Como foram exemplo: o debate em torno da privatização da EGF, dinamizado pela CDU e que mereceu a aprovação de uma resolução consensual por todas as forças políticas com acento na Assembleia Municipal.

Também a CDU se debateu contra a decisão do contrato de municipalização do ensino, tema apenas por força da intervenção da CDU mereceu um debate alargado e participado.

A CDU defendendo os compromissos assumidos no seu programa eleitoral, soube ter sempre os superiores interesse da população e votou favoravelmente todas as propostas mesmo quando oriundas de outras forças partidárias. A CDU provou que é de confiança e que o voto na CDU não frustra as expetativas do eleitor.

O nosso objetivo eleitoral está relacionado com o nosso objetivo político central, dar mais força à CDU para que os trabalhadores e as populações do nosso concelho possam ter mais força na defesa dos seus interesses e aspirações. A CDU tem, em situações de maioria ou em minoria, provas dadas de que cumpre esse papel. Por isso o objetivo é naturalmente reforçar as posições da CDU nos diferentes órgãos autárquicos do concelho, não só porque isso constitui uma garantia para dar voz aos trabalhadores e às populações do Concelho da Batalha, mas também porque mais força à CDU significará mais força para fazer avançar a política de reposição de salários, pensões e direitos no plano nacional.

 

O nosso compromisso

Trabalhar sempre em prol das populações. É com eles o nosso compromisso, e não com outros interesses económicos ou de grupo. Agir respeitando escrupulosamente os princípios da honestidade, do trabalho e da competência.

Trabalharemos para garantir apoios à fixação de população, especialmente por via do apoio às atividades económicas e industriais, e em áreas como o turismo e o turismo rural, promovendo emprego de qualidade. Defenderemos os bens públicos, a começar pela água. Lutaremos para que o concelho da Batalha tenha uma rede de esgotos que cubra todo o concelho e todas as habitações. Apoiaremos a agricultura e os agricultores. Defenderemos a floresta, exigindo do Estado investimento, mas não esquecendo o papel da Câmara Municipal. Exigiremos maiores apoios ao associativismo e às camadas mais vulneráveis da nossa população. Iremos propor a criação de um polo de apoio às coletividades na vila da Batalha, à formação e à qualificação, à terceira idade e à juventude. Queremos melhorar a qualidade e frequência dos transportes públicos e requalificar a rede viária. Vamos apresentar soluções para melhorar a segurança no IC2, lutaremos pela utilização da A 19 sem custos, queremos novas ligações ao IC9 na freguesia de São Mamede e a ligação sua ligação à A1. Iremos propor a criação de ciclovias nos percursos de maior utilização de bicicletas e vamos propor medidas para controlar a poluição sonora e ambiental do IC2 na vila. Iremos defender o direito à saúde, com a abertura do SAP no Centro de Saúde da Batalha, com melhorias nos serviços de saúde em S. Mamede, Reguengo do Fetal e na Golpilheira vamos agir para garantir que o serviço de saúde funciona com um corpo clínico apropriado.


NESTA SECÇÃO

Batalha: PSD repete maioria absoluta

A vitória do PS na assembleia de freguesia da Golpilheira, que retira o lugar de presidente ...

Festival da Golpilheira leva quatro ranchos ao palco

O Rancho Folclórico “As Lavadeiras do Vale do Lena”, do Centro Recreativo da Golpilheira (CR...

“Tudo farei para estar à altura das expetativas”

O reeleito presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos (PPD/PSD), afirmou esta seg...