Pavilhão de São Mamede custa um milhão de euros

A câmara municipal aprovou por unanimidade o estudo prévio relativo à construção do pavilhão gimnodesportivo de São Mamede, a realizar em parceria com a junta de freguesia.

As previsões do município indicam que a obra terá a duração de um ano e custará um milhão de euros, parcialmente provenientes das receitas das concessões de energia eólica em exploração na freguesia.

O edifício possuirá uma nave principal que dará suporte a área de eventos (44mx25m), com uma superfície de jogo (20mx40m), estando preparado para formação desportiva e eventos desportivos federados, dos quais se destacam futsal e basquetebol, revela um comunicado da câmara datado de 28 de setembro.

O recinto de jogo pode ser adaptado para a prática de hóquei, vólei e andebol. Está ainda previstaa a instalação de bancadas para público, com uma capacidade para 400 pessoas.

A zona de público disporá de acessos diretos para o exterior e, em caso de evacuação por emergência ou no final dos eventos, a admissão do público poderá ser feita por um corpo frontal que, para além de efetuar o controlo e distribuição do público pelas bancadas, alberga ainda foyer, instalações sanitárias e bilheteira.

O equipamento possuirá ainda no nível superior (piso 01) áreas de associativismo e/ou gabinetes de direção e administrativos. Do lado posterior à área de eventos, encontram-se as zonas de apoio às equipas técnicas e aos atletas, com um acesso exclusivo suportado por quatro estacionamentos para veículos ligeiros e dois para veículos coletivos pesados.

 


NESTA SECÇÃO

Mais uma raspadinha milionária na Batalha

A Papelaria Condestável, no centro da Batalha, vendeu na manhã desta sexta-feira, 17, uma ra...

Batalhenses recolhem bens para vítimas dos incêndios

Um grupo de cidadãos da Batalha, com o apoio dos bombeiros voluntários locais, está a organi...

Quiosque da Batalha vende raspadinha com 20 mil euros

O Quiosque da Batalha, situado no centro da vila, vendeu no dia 7 deste mês de novembro uma ...